A plataforma irá viajar de Ferrol até a sua localização definitiva, a 20 km da costa de Portugal

As duas plataformas anteriores -que albergam o maior aerogerador marítimo do mundo sobre base flutuante- já estão completamente instaladas no parque eólico e produzem energia para a rede elétrica lusitana.

Com uma capacidade instalada total de 25 MW, o WindFloat Atlantic é o primeiro parque eólico flutuante da Europa continental Lisboa, 29 de maio de 2020: O projeto WindFloat Atlantic dá um dos últimos passos para estar totalmente operacional.

A última das três plataformas com uma turbina já instalada que compõe este projeto partiu hoje do porto de Ferrol até ao seu destino definitivo, a 20 km da costa de Viana do Castelo em Portugal, numa viagem que irá durar três dias.

Esta operação será concluída quando a última unidade se acoplar ao sistema de amarração previamente criado e se ligar ao resto do parque eólico marítimo. A terceira plataforma será instalada junto às outras duas unidades que já estão operacionais e fornecem energia à rede elétrica de Portugal.

O transporte de cada uma das três estruturas flutuantes que compõem o WindFloat Atlantic constitui um feito, dado que evita a necessidade de contar com um navio rebocador especializado e facilita a sua replicação.

A estrutura flutuante -com 30 m de altura e uma distância de 50 m entre cada uma das suas colunas- permite albergar os maiores aerogeradores do mundo instalados numa superfície flutuante, com uma capacidade de produção de 8,4 MW cada. Depois de instaladas as três plataformas no parque eólico que, com os seus 25 MW de capacidade instalada, poderá gerar energia suficiente para abastecer o equivalente a 60 000 utilizadores por ano. O WindFloat Atlantic poderá poupar quase 1,1 milhões de toneladas de CO2.

Sobre o projeto WindFloat Atlantic

O projeto pertence à Windplus, que é propriedade conjunta da EDP Renováveis (54,4%), Engie (25%), Repsol (19,4%) e Principle Power Inc. (1,2%). A instalação conta com três turbinas eólicas montadas sobre plataformas flutuantes ancoradas com correntes ao leito do mar a uma profundidade de 100 metros. A tecnologia do projeto WindFloat® minimiza o impacto ambiental e facilita o acesso a recursos eólicos sem explorar águas profundas.

As plataformas foram construídas pelos dois países da Península Ibérica: duas delas nos estaleiros de Setúbal (Portugal) e a terceira nos estaleiros de Avilés e Fene (Espanha). O projeto recorre à tecnologia WindFloat® que permite a instalação de plataformas eólicas em águas profundas, inacessíveis até à data, onde é possível aproveitar os abundantes recursos eólicos.

Esta iniciativa contou com o apoio de instituições públicas e privadas, o que se traduziu na participação de empresas líderes nos seus mercados e no apoio, através de financiamento, do Governo de Portugal, da Comissão Europeia e do Banco Europeu de Investimento.

Entre as empresas que tornaram possível a realização deste projeto, destacam-se juntamente com a Principle Power a joint-venture Navantia/Windar, o grupo A. Silva Matos, Bourbon, o fornecedor de turbinas MHI Vestas e o fornecedor de cabos dinâmicos JDR Cables.

O projeto Windfloat Atlantic marca assim um feito para o setor, dado que se trata do primeiro parque eólico flutuante semi-submergível do mundo.

Sobre a tecnologia Windfloat®

Dado que pode situar-se em águas muito profundas, o WindFloat® pode aceder a recursos energéticos em áreas marítimas muito vastas, respondendo a desafios sociais de relevo, como a transição para a energia limpa, a segurança da energia e as alterações climáticas, enquanto simultaneamente gera postos de trabalho, crescimento económico e oportunidades de investimento sustentável.

As vantagens desta tecnologia são, entre outras, o fato da montagem ser feita em terra, de não ser necessário um navio de transporte específico para o seu reboque e de não depender de operações offshore complexas associadas à instalação das estruturas fixas tradicionais. Estes fatores contribuem para reduzir as despesas associadas ao ciclo de vida e os riscos.

As fundações WindFloat® também permitem albergar os maiores aerogeradores do mundo, o que contribui para o aumento da produção de energia, fomentando uma redução considerável dos custos associados ao ciclo de vida.

Sobre a EDP Renováveis (EDPR)

A EDP Renováveis (Euronext: EDPR) é líder mundial no setor das energias renováveis e quarto produtor mundial de energia eólica. Com uma sólida carteira de projetos em desenvolvimento, ativos de qualidade máxima e uma capacidade de exploração líder no mercado, a EDPR registou um crescimento consistente nos últimos anos e está hoje presente em 14 mercados internacionais (Bélgica, Brasil, Canadá, Colômbia, França, Grécia, Itália, México, Polónia, Portugal, Roménia, Espanha, Reino Unido e Estados Unidos). A Energias de Portugal, S.A. («EDP»), acionista principal da EDPR, é uma companhia elétrica internacional líder em criação de valor, inovação e sustentabilidade. A EDP fez parte do Índice Dow Jones Sustainability durante treze anos consecutivos.
Para obter mais informações, consulte http://www.edpr.com

Sobre a Engie

O nosso grupo é uma referência mundial em energia e serviços de baixo carbono. Em resposta à emergência das alterações climáticas, a nossa ambição é transformarmo-nos em líderes mundiais na transição para zero emissões de carbono «como serviço» para os nossos clientes, em particular empresas globais e entidades locais. Confiamos nas nossas atividades chave (energia renovável, gás, serviços) para oferecer soluções completas e competitivas.

Com os nossos 170 mil trabalhadores, clientes, parceiros e acionistas, somos uma comunidade de Imaginative Builders, comprometidos cada dia com um progresso mais equilibrado.

Volume de negócios em 2019: 60.100 milhões de euros. O grupo está cotado nas bolsas de valores de Paris e Bruxelas (ENGI) e está representado nos principais índices financeiros (CAC 40, DJ Euro Stoxx 50, Euronext 100, FTSE Eurotop 100, MSCI Europe) e índices não financeiros (DJSI World, DJSI Europe e Euronext Vigeo Eiris – World 120, Eurozone 120, Europe 120, France 20, CAC 40 Governance).

Sobre a Repsol

A Repsol é uma empresa multienergética global que tem por objetivo a transição para um modelo energético com menores emissões. Emprega mais de 25 000 trabalhadores e tem ativos em 35 países e vende os seus produtos a 10 milhões de clientes em mais de 90 países. É um interveniente destacado no mercado de eletricidade e gás de Espanha, com mais de um milhão de clientes. Além disso, opera ativos de geração de eletricidade com baixas emissões e está a desenvolver uma vasta gama de projetos de energia renovável fotovoltaica e eólica. A empresa é pioneira no desenvolvimento de iniciativas de mobilidade sustentável através do uso de combustíveis e novas soluções mais eficientes, como as baterias elétricas ou o GLP. Produz mais de 700 000 barris equivalentes de petróleo por dia e dispõe de um dos sistemas de refinação mais eficientes da Europa. A tecnologia e a digitalização são pilares da companhia, que fixou como objetivo atingir emissões líquidas de zero para 2050, passando a ser assim a primeira empresa do setor a adotar este ambicioso objetivo.

Sobre a Principle Power

A Principle Power é uma empresa mundial de tecnologia energética e serviços. A comprovada e solicitada tecnologia flutuante WindFloat® da empresa está a libertar o potencial eólico marítimo em todo o mundo ao permitir que os projetos consigam aproveitar os melhores recursos eólicos, independentemente da profundidade das águas ou do estado do leito do mar. A Principle Power atua na qualidade de parceiro de confiança para promotores, produtores energéticos independentes, empresas de fornecimentos públicos e empresas de engenharia, aquisição e construção (em inglês, EPC), prestando apoio aos seus clientes ao longo de todo o ciclo de vida dos seus projetos. Com mais de 100 MW em construção e em desenvolvimento avançado em Portugal, Escócia e França, e uma carteira de projetos comerciais em curso com vários GW à escala mundial, a Principle Power é líder de mercado em tecnologia eólica marítima flutuante.


 

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *