A fabricante de motores elétricos e tintas industriais WEG teve alta de 15,6% no lucro líquido do segundo trimestre sobre um ano antes, a 389 milhões de reais, apoiada em crescimento de exportações e melhoras operacionais. A empresa teve um crescimento de quase 15% nas vendas externas, que superaram o fraco resultado no mercado interno, onde o faturamento caiu 2,2% no período em meio ao rastejante desempenho da economia brasileira.

Apesar disso, a empresa afirmou no balanço que “o mercado brasileiro mostrou-se positivo e continua apresentando crescimento nas principais linhas de negócio, ainda que em ritmo menor que o esperado no início deste ano”.

Além disso, a empresa citou que “a demanda por produtos de ciclo curto segue a tendência dos últimos trimestres, em especial os motores industriais, de uso doméstico e tintas…O destaque no mercado interno continua sendo os negócios de geração solar e transmissão e distribuição (T&D), que vêm confirmando as expectativas de melhora da demanda já percebidas desde o final do ano passado”.

A WEG apurou uma geração de caixa medida pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) de 537,2 milhões de reais, expansão de 15,4% na base anual, com a margem avançando de 15,2% para 16,3%. Analistas, em média, esperavam Ebitda de cerca de 515 milhões de reais, segundo pesquisa da Refinitiv.

Novo contrato com a Ásia

A empresa também anunciou um novo contrato  para fornecimento exclusivo de motores e inversores elétricos de baixa e alta tensão para refinaria do Sultanato de Omã, na Ásia.O projeto, de titularidade da Joint Venture entre a Omã Oil e a Kuwait Petroleum, faz parte de um plano do Governo de Omã para o desenvolvimento industrial da Zona Econômica Especial de Duqm, com um investimento total de 15 bilhões de dólares nos próximos 15 anos.

A entrega da obra prevê equipamentos de média tensão, com 12 variadores de frequência e mais de 120 motores elétricos, incluindo quatro grandes motores síncronos de 10.500 kW para os compressores recíprocos de H2, e equipamentos de baixa tensão, incluindo mais de 1.300 motores elétricos e aproximadamente 200 variadores de frequência.

Fontes: Assessoria de Comunicação WEG e DCI
Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *