Universidade Federal de Tecnologia do Paraná (UTFPR) e a fornecedora brasileira de energia Companhia Paranaense de Energia (Copel) concordaram em promover o projeto P&D ANEEL/COPEL Distribuição – PD 2866-0464/2017 – “Metodologia para Análise, Monitoramento e Gerenciamento da Geração Distribuída por Fontes Incentivadas”

É uma aliança para criar uma rede de estações de pesquisa de energia solar em seis campus universitários.

A pesquisa irá comparar tecnologias de geração solar e indicar as mais adequadas para a instalação de usinas de energia solar em cada região do estado. O conjunto de redes permite analisar a variação da radiação solar ao longo do ano nas diferentes regiões do Paraná, e esse mapeamento, juntamente com outras análises, indicará as tecnologias de módulos fotovoltaicos mais adequadas e vantajosas para cada região, dependendo do seu microclima.

As estações solarimétricas instaladas no projeto farão parte da rede INPE SONDA e fornecerão medições mais precisas da radiação solar no Paraná. Segundo o documento, “a infraestrutura oferece um arranjo único para fazer do Paraná uma referência na geração de energia solar”.

A primeira fase foi concluída em novembro de 2019 com a construção de uma rede de Estações de Pesquisa de Energia Solar sob a coordenação do Laboratório de Energia Solar da UTFPR – Labens. A rede é composta por estações solarimétricas e módulos de avaliação instalados nos campus universitários de Curitiba, Ponta Grossa, Pato Branco, Medianeira, Campo Mourão e Cornélio Procópio.

Com um orçamento aproximado de R $ 6 milhões, o projeto foi selecionado em uma chamada pública da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e propõe um novo dispositivo para reunir informações sobre energia solar e o potencial fotovoltaico no Paraná.

Juntamente com as estações solarimétricas, foram instalados módulos de avaliação com sistemas fotovoltaicos de quatro tecnologias diferentes: silício monocristalino, silício policristalino, telúrio de cádmio (CdTe) e cobre, índio, gálio e selênio (CIGS). Os chamados Sistemas Fotovoltaicos Conectados aos Módulos de Avaliação de Redes Elétricas (SFVCR) avaliarão o desempenho dessas tecnologias nos diversos microclimas do Paraná, em uma configuração inédita no país. Os módulos permitem comparar o comportamento dos painéis solares e a eficiência da geração solar sob diferentes condições climáticas, avaliando fatores como velocidade do vento, temperatura ambiente e radiação solar, entre outros.

O projeto também inclui a instalação de um sistema de geração fotovoltaica associado a um banco de baterias no campus da UTFPR em Curitiba. Conectado à rede elétrica, é a base de uma investigação sobre o fornecimento de energia elétrica ao sistema durante as horas de maior consumo.

Foto: Universidade Federal de Tecnología de Paraná (UTFPR)


 

 

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *