Um exemplo absurdo

Segundo a ANEEL (regulador do setor elétrico) uma das causas mais importantes das interrupções não planejadas do fornecimento de energia elétrica (DEC) no Brasil, tem a ver com galhos de árvores sobre as redes.

O DEC é uma métrica que contabiliza as horas equivalentes por ano que o sistema integrado nacional foi interropmido de forma não planejada. Há anos está bem acima do limite estebalecido pela ANEEL.

Os prejuizos das interrupções: os fornecedores da cadeia produtiva perdem faturamento e os clientes, consumidores de energia, reduzem compulsoriamente suas atividades produtivas.

Para tornar o DEC “dentro dos limites” haveria que tornar as redes livres e desimpedidas evitando que os galhos sobre as redes causem as interrupções tão bem mapeadas e conhecidas.

Na cidade de São Paulo, a Prefeitura planta árvores exatamente embaixo das redes elétricas! Uma prática absurda (tecnicamente falando) adotada há anos. Ao crescerem se apoiam nas redes, ou mesmo em chuvas/tempestades causam esforços mecanicos não previstos provocando as interrupções.

O Poder Público envolvendo entidades do Município, do Estado e da Federação não conseguem fazer o óbvio: mudar esta prática. Enquanto isto o Brasil fica atrás na competição mundial também neste quesito de horas interrompidas por ano.

 


 

Brazil & power: an absurd example

According to ANEEL (electric power regulator) one of the most important causes of unplanned interruptions in the electricity supply (DEC) has to do with tree branches over the grid.

DEC is a metric that counts the equivalent hours per year that the national integrated system has been interrupted. For years it has been well above the maximum value established by ANEEL.

Power suppliers see their revenues decrease. Customers, energy consumers, see their activities impaired.

In order to reduce the DEC, it would be necessary to clear the “right of way”. Plain and simple.

In the City of São Paulo, the City Hall plants trees exactly below the electricity lines. A practice adopted for years. As they grow they lean on the cables, or even in rains/storms cause unforeseen mechanical efforts causing power interruptions.

The Municipality, the State and the Federation are not in a position to make the obvious: change this practice. Meanwhile Brazil is well behind in the world competition also in this matter of unplanned interrupted hours per year (and most importantly, the associated costs).

But… who cares?


 

Compartilhe:
Rafael Herzberg
Rafael Herzberg é consultor independente para assuntos de energia por mais de 30 anos. Premiado no Brasil e Estados Unidos por cases de eficiência energética, geração on-site e projetos to-the-fence. Palestrante no Brasil e Estados Unidos em eventos de energia. Presta consultoria para clientes consumidores de energia (indústria, comércio e instituições), ofertantes de soluções em energia, concessionárias e comercializadores de energia além de ser convidado para atuar em casos de arbitragem de contratos de energia.
http://pontoon-e.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.