Enquanto o mercado espera há 5 anos um desfecho da Justiça sobre o “calote” da CCEE de R$ 8 Bilhões surge um novo “desafio” muito semelhante.

Trata-se de um possível default sistêmico.

1°) No ambiente regulado (70% do mercado brasileiro)

* As distribuidoras viram o consumo dos seus clientes cair significativamente
* Seus contratos com os fornecedores estão bem acima da demanda

2°) No ambiente livre (30% do mercado brasileiro)

* Os clientes estão consumindo bem abaixo do contratado
* Seus contratos com os comercializadores tem clausula de “take or pay” 

Nestas duas frentes a saída de curto prazo mais provável é a judicialização: “Força Maior” atrelada ao COVID-19.

Arrisco-me a prever que os dirigentes do setor elétrico seguirão o mesmo caminho de sempre. Deixar para a Justiça resolver, mesmo que tenhamos que esperar por anos.

É esta a melhor estratégia?


Brazilian electric sector: another (huge) conflict?

While the market has waited for 5 years for an outcome of the Justice on the “default” of the CCEE (official power clearinghouse) of USD 2 Billion, a new “challenge” is there. A systematic default.

1) In the regulated environment (70% of the Brazilian market)

* Electric utilities have seen their customers’ consumption drop significantly
* Their contracts with energy suppliers are well above demand

2) In the deregulated  environment (30% of the Brazilian market)

* Customers are consuming well below the contracted volume
* Their contracts with traders have a take or pay clause

On these two fronts, the most likely short-term solution is default. “Force Majeure” linked to COVID-19.

I venture to predict that the leaders of the electricity sector will follow the same path as always. Leave it to the Justice to decide, even if we have to wait for years in a row.

Is this the best strategy?


 

Compartilhe:
Rafael Herzberg
Rafael Herzberg é consultor independente para assuntos de energia por mais de 30 anos. Premiado no Brasil e Estados Unidos por cases de eficiência energética, geração on-site e projetos to-the-fence. Palestrante no Brasil e Estados Unidos em eventos de energia. Presta consultoria para clientes consumidores de energia (indústria, comércio e instituições), ofertantes de soluções em energia, concessionárias e comercializadores de energia além de ser convidado para atuar em casos de arbitragem de contratos de energia.
http://pontoon-e.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *