Em entrevista coletiva em São Paulo, nesta terça-feira, 11/9, diretores do Banco Santander anunciaram uma oferta de crédito para financiar equipamentos de energia solar no Brasil para estimular o aumento de fontes renováveis.   Eles afirmaram que serão desembolsados R$ 1,8 bilhão em créditos para a geração de energia fotovoltaica até 2021, o que representa um crescimento de 11% para 16% na participação da organização no total de unidades geradoras de energia solar instaladas em nosso país nos próximos três anos.

A partir desta linha de crédito, o banco passa a oferecer financiamento direto nas agências para pessoas físicas, jurídicas e produtores rurais, e não mais apenas na financeira interna da instituição.

“Incluímos a energia renovável na estante das ofertas disponíveis nas agências para clientes físicas ou jurídicas, além dos produtores rurais”, afirmou o Geraldo Rodrigues Neto , superintendente executivo de Segmentos do Santander Brasil.

As taxas vão de 0,99% a 1,08%, dependendo da quantidade de parcelas acordadas, valores que mudam para o produtor rural, que pode financiar a 1,12% ao mês semestral ou anualmente, de acordo com o ano safra. Segundo o banco, as taxas aplicadas são menores que as praticadas atualmente, de 1,69% ao mês.

Apesar do Brasil ser reconhecido como um dos principais países com capacidade para geração fotovoltaica, ainda produz pouco quando comparado com potências no assunto, como China e Espanha.

 

Fontes:  portal Fonmart Energia e revista Exame

Mais informações: https://fonmartenergia.wordpress.com/2018/09/10/santander-anuncia-aumento-de-recursos-para-financiamento-de-energias-renovaveis-e-uma-diminuicao-da-taxa-para-099/


 

 

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *