Resumo do Dia

Assim como observamos na última sexta-feira, a BBCE iniciou esta semana registrando forte queda e expressivo volume de negócios. Mais uma vez o ritmo da queda foi determinado pelo cenário hidrológico com a proximidade de uma nova frente fria trazendo chuva intensa nas bacias de Jacuí, Uruguai, Capivari, Iguaçu e Itaipu.

Como resultado, o Índice Pontoon-e de Energia, composto pelos oito contratos acompanhados pela Pontoon-e na BBCE, caiu -9,3% (média ponderada), puxados principalmente pelos contratos do Nov/18 (-12,5%), Out/18 (-9,2%), Dez/18 (-5,5%) e 1º Sem/19 (-3,3%). O contrato de Out/18 foi novamente o mais negociado do dia com 422,9 MW médios, ou 50,6% do volume total negociado.

Embora o cenário hidrológico favorece novas quedas no curto prazo, alguns contratos atingiram preços atrativos, como sugerem os contratos para entrega em Nov/18 e 1º Sem/19.

Pontoon-e | Variação do Índice Pontoon-e de Energia (Var. %) 
Fonte: BBCE e Pontoon-e

A forte queda registrada na BBCE no “pregão” de hoje (-9.3%) foi acompanhada de expressivo volume de negócios (835,8 MW médios), assim como observado na última sexta-feira (890,8 MW médios), sinalizando a disposição dos “traders” em reduzir suas posições compradas, como também o custo médio de suas posições.

O volume observado nesta segunda-feira é mais uma vez superior à média dos últimos cinco dias (774,6 MW médios), como também em relação à média do mês de setembro (657,5 MW médios). A liquidez continua concentrada em apenas três contratos (Out/18, Nov/18 e Dez/18), que juntos responderam por 97,3% do volume total dos oito contratos acompanhados pela Pontoon-e na BBCE neste dia 17/09.

Pontoon-e | Volume Negociado na BBCE dos Oito Contratos (MW Médios) 
Fonte: Pontoon-e e BBCE

Dos oitos contratos negociados na BBCE e acompanhados pela Pontoon-e referentes ao submercado SE/CO (Set/18, Out/18, Nov/18, Dez/18, 4º Tri/18, 1º Tri/19, 2º Tri/19 e 1º Sem/19) dois contratos não registraram negócios nesta segunda-feira (4º Tri/18 e 2º Tri/19).

Em mais um dia de perdas elevadas, os contratos que se destacaram negativamente foram os para entrega em Nov/18 (-12,5%), Out/18 (-9,2%), Dez/18 (-5,5%) e 1º Sem/19 (-3,3%), que encerraram o dia cotados a R$196/MWh (-R$28/MWh), R$269/MWh (-R$27/MWh), R$173/MWh (-R$10/MWh) e R$175/MWh (-R$6/MWh).

Além destes, os contratos para o 1º Tri/19 e Set/18 registraram queda de -1,5% e -0,2% e encerraram o dia 17/09 cotados a R$165/MWh (-R$3/MWh) e R$452/MWh (-R$1/MWh).

BBCE | Preço dos Contratos de Energia SE/CO (R$/MWh) 
Fonte: Pontoon-e e BBCE

Vai Chover?

A análise dos mapas de previsão de precipitação para o período de 18 a 27 de setembro efetuados pelo Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos/Instituto Nacional de Pesquisas Espacias (INPE/CPTEC) e previstas a partir do modelo de previsão ETA para os próximos 10 dias indicam a manutenção de um período de instabilidade entre os dias 18 a 27 de setembro, com aumento significativa nas afluências nos subsistemas Sudeste e Sul, estabilidade nas afluências do subsistema Nordeste e leve recessão nas afluências do subsistema Norte.

Grande parte deste aumento das afluências deve ocorrer entre os dias 24 e 27 de setembro, conforme demonstram os mapas animados abaixo.

Mapa de Chuva: GEFS & INPE / CPTEC (18 a 27 de Setembro)

 

Estimativa ONS ENA | As afluências esperadas na 3ª semana para o SIN caíram 4%, o que representa uma redução de 1.300 MW médios em termos de energia. A ENA esperada pelo ONS para a 3ª semana operativa aponta para um ligeiro aumento na afluência nos submercados SE (de 70% para 71%) e N (de 76% para 77%), além de manutenção no NE (41%). A exceção fica por conta do submercado S, que teve a sua estimativa de ENA reduzida (de 118% para 96%). A previsão para o mês de setembro continua de afluência recessiva na quase totalidade dos submercados, com exceção do submercado S, que sinaliza para uma ENA muito acima da MLT (Média de Longo Termo): SE (73%), S (de 129% para 117%), NE (42%) e N (de 74% para 80%).

PMO (Setembro – 15 a 21/09) | Energia Natural Afluente (%MLT) 
Fonte: ONS

Liquidez BBCE

As atenções do mercado continuam direcionadas para os contratos de Out/18, Nov/18 e Dez/18 que juntos representam mais de 90% (97,3% para sermos mais precisos). O contratos para 2019 já registram alguma liquidez, principalmente os contratos referentes ao 1º Tri/19 e 1º Sem/19, porém ainda muito restritas.

Os dois contratos mais negociados do dia, Out/18 e Nov/18, que contabilizaram volume de 422,9 MW médios (351,0 MW médios no dia anterior) e 239,3 MW médios (295,7 MW médios), foram exatamente os que registraram as maiores quedas, sinalizando claramente a disposição dos “players” em mitigar os riscos e limitar as perdas.

BBCE | Volume Transacionado no dia 17/09 (MW Médios)
Fonte: Pontoon-e e BBCE

Preços, Assimetrias & Trades

Backdrop | A alteração observada nos mapas de chuva para o período entre 18 a 27 de setembro deve contribuir para deteriorar a percepção de risco dos agentes e, consequentemente, manter os preços pressionados. Assim como observamos em momentos anteriores, o mercado deve penalizar os contratos mais curtos (M+1 e M+2), ou seja Out/18 e Nov/18.

Entendemos que a lógica que tende predominar em momentos como este é a de “evitar perdas muito pesadas a qualquer custo”, o que tem resultado em movimentos de venda agressivos, gerando distorções nos preços.

A questão chave agora é esperar o término desta “correção técnica” no preço, assim como a passagem desta nova frente fria (esperada entre os dias 24 e 27/09), para construir um novo portfólio de contratos. Alertamos entretanto, que os preços de alguns contratos (Out/18 e Nov/18) estão assimétricos e, portanto, muito próximo de um bom ponto de entrada. 

Fique de Olho | Os contratos para o 2º Tri/19 e 1º Sem/19 estão cotados na BBCE (última cotação) a R$181/MWh (2º Tri/19) e R$175/MWh (1º Sem/18). Embora seja cedo para termos uma ideia mais clara quanto ao que esperar da hidrologia em 2019, ao darmos uma olhada no passado recente (5 anos), vemos bom potencial de lucro nestes contratos.

Neste período de cinco anos o PLD médio ficou abaixo destes valores (~R$180/MWh) apenas em um ano (2016), quando a ENA média registrada no submercado sudeste entre julho de 2015 e abril e 2016 foi superior a 104% da MLT e o nível dos reservatórios no sudeste no final de agosto de 2015 era de 34,3%, ou 6,3 p.p. acima do fechamento de agosto de 2018 (28,0%). Em resumo, a relação risco retorno é muito interessante nestes níveis e, portanto, vale a pena ficar de olho. 

Pontoon-e | Cotação BBCE vs. Projeções Pontoon-e (R$/MWh) 
Fonte: Pontoon-e e BBCE

Dispersão Preços: Pontoon-e vs. BBCE no dia 17/09 (R$/MWh)Fonte: Pontoon-e e BBCE


Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *