Resumo do Dia

A BBCE encerrou o pregão desta quarta-feira (15/08) registrando tanto queda nos preços, quanto no volume negociado. Entre os oito contratos acompanhados pela Pontoon-e na BBCE (Ago/18, Set/18, Out/18, Nov/18, Dez/18, Quadrimestre Set-Dez/18 e Bimestre Nov-Dez/18), os produtos negociados registraram queda de -1,6%, em média. Apesar da permanência do ritmo acelerado de deplecionamento dos reservatórios da região sudeste (-0,2 p.p. no dia 14/08), a queda nos preços indica impacto da significativa recuperação da ENA neste submercado, ao longo da 2ª semana operativa de agosto.

Apesar das chuvas recentes, é importante lembrar que no início do mês, em 01/08, o nível dos reservatórios SE/CO estava em 34,2%, 2,4 p.p. acima do nível de 31,8% atingido nessa quarta-feira (15/08). Esse nível ainda está 3,2 p.p. acima do nível que a segunda revisão do PMO de agosto de 2018 (para a Semana Operativa de 11/08/2018 a 17/08/2018) projetou para o final do mês (28,6% em 31/08). Isso indica que a previsão vai ser atingida se for mantido esse ritmo de deplecionamento de 0,2 p.p. por dia, que é o nível atual de deplecionamento diário.  Importante destacar o nível já atingido no mês de agosto, em 14/08, é inferior ao nível do início do mês de setembro no ano anterior (01/09/2017), quando o nível dos reservatórios no sudeste atingiu 32,1%. Ou seja, a situação atual é significativamente mais preocupante do que a do ano passado.

Abaixo apresentamos os gráficos onde acompanhamos os contratos para entrega de energia em Ago18 e Set/18.

Pontoon-e | Preço do Contrato Ago/18 vs. Deplecionamento Diário (SE/CO)Fonte: BBCE e Pontoon-e

Pontoon-e | Preço do Contrato Set/18 vs. Deplecionamento Diário (SE/CO)Fonte: BBCE e Pontoon-e

O  volume de energia negociado na BBCE e acompanhado pela Pontoon-e totalizou 203,1 MW médios nesta quarta-feira (15/08). Dos oitos contratos negociados na BBCE e acompanhados pela Pontoon-e referentes ao submercado SE/CO (Ago/18, Set/18, Out/18, Nov/18, Dez/18, Quadrimestre Set-Dez/18 e Bimestre Nov-Dez/18, e 4º Tri/18), cinco registraram negócios (Set/18, Out/18, Nov/18, Dez/18, e 4º Tri/18).

As maiores reduções de preços do dia ocorreram com os contratos para entrega de energia no 4º Tri/18 (-3,8%), e Dez/18 (-3,0%), que encerraram o dia cotados a R$333,0/MWh (-R$13,0/MWh), e R$256,0/MWh (-R$8,0/MWh), respectivamente. Os contratos Nov/18, chegaram ao final do pregão cotados a R$349,0/MWh (-R$10,0/MWh), queda de -2,8%, enquanto Out/18 encerrou o pregão cotado a R$398,0/MWh (-R$9,0/MWh), queda de -2,2%, e Set/18 fechou a R$465,0/MWh (-R$5,0/MWh), uma queda de -1,1%.

Não foram registrados negócios para os contratos para entrega de energia em Ago/18, Quadrimestre Set-Dez/18, e Bimestre Nov-Dez/18.

BBCE | Preço de Fechamento dos Contratos de Energia SE/CO no dia 14/08 (R$/MWh) 
Fonte: BBCE e Pontoon-e

Vai Chover?

A análise dos mapas de previsão de precipitação para o período de 17 a 26/Agosto efetuados pelo Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos/Instituto Nacional de Pesquisas Espacias (INPE/CPTEC) e previstas a partir do modelo de previsão ETA para os próximos 10 dias indicam para a 3ª semana de agosto (11 a 17/08) o avanço de uma nova frente fria pelas regiões Sul e Sudeste ocasionando chuva fraca nas bacias dos rios Jacuí, Uruguai, Iguaçu, Paranapanema e Tietê.

Mapa de Chuva: GEFS & INPE / CPTEC (17 a 26/Agosto)

Em comparação com os valores estimados para a semana em curso, prevê-se para a próxima semana operativa recessão nas afluências do subsistema Sudeste, aumento nas afluências do Sul e leve recessão nas afluências dos subsistemas Nordeste e Norte.
A previsão mensal para agosto indica a ocorrência de afluências abaixo da média histórica para todos os subsistemas.

Os mapas animados abaixo indicam para a 4ª semana operativa a proximidade de uma nova frente fria, de pequena intensidade, apenas após o dia 21 de agosto (4ª semana operativa), porém sem a intensidade necessária para alterar o quadro de hidrologia recessiva. 

PMO (11 a 17/Agosto – RV02) | Previsão da Energia Natural Afluente (%MLT) 
Fonte: ONS

Liquidez BBCE

A oscilação observada recentemente no volume de negócios voltou a ocorrer nessa quarta-feira. Após um dia de volume recorde na terça-feira, o volume de energia transacionado na quarta-feira sofreu redução significativa, encerrando o dia com 203,1 MW médios negociados. Apesar de ainda ser um volume elevado, isso representou uma queda de -54,8% em relação ao volume negociado na véspera (449,3 MW médios). Não obstante, a elevação da volatilidade pode ser percebida no impacto mínimo dessa queda quando analisamos o volume médio dos últimos cinco dias, que em 14/08 atingiu 309,1 MW médios, sofrendo apenas uma pequena redução de -0,6% em relação à média de 310,9 MW médios atingida no dia anterior (13/08).

Mais uma vez foi observada uma concentração muito elevada nos contratos para entrega de energia em meses específicos, a partir do próximo mês, setembro.  Nesse dia 15 de agosto, o contrato de Out/18 voltou a ser o contrato mais negociado, contabilizando 67,1 MW médios (uma queda significativa, comparado com os 282,3 MW médios no dia anterior). Como resultado dessa redução, a concentração no contrato Out/18 foi de 33,0% do volume total negociado, uma grande queda comparada com os índices de 62,8% e 56,6% do total de volume negociado, observados nos dois dias anteriores, 14/08 e 13/08, respectivamente.

Em seguida, o contrato mais negociado foi o contrato de Nov/18 com 46,1 MW médios (104,8 MW médios). Os outros três contratos negociados registraram elevação no volume de negócios: Set/18 com 41,8 MW médios (30,2 MW médios no dia 14/08), Dez/18 com 37,1 MW médios (18,0 MW médios no dia 14/08), e 4º Tri/18, com 11,0 MW médios (6,0 MW médios no dia anterior).

Os contratos Ago/18, Quadrimestre Set-Dez/18, e Bimestre Nov-Dez/18 não registraram negócios nessa quarta-feira.

Fonte: BBCE

Preços, Assimetrias & Trades

Backdrop | As quedas de preços verificadas nos dois últimos dias indicam reflexos da recente e significativa elevação da ENA (Energia Natural Afluente) no submercado sudeste. Mesmo assim, os preços mantiveram os patamares ainda elevados ao longo da última semana, refletindo o contínuo deplecionamento do reservatório no sudeste (-0,6p.p durante a atual “semana operativa” do PMO-ONS, de 11/08/2018 a 14/08/2018), como também a deterioração das condições de suprimento do submercado sul, que apresentou uma afluência abaixo da esperada. Em síntese, esperamos a manutenção dos preços em patamares elevados, porém vemos espaço para uma ligeira correção negativa nos preços, principalmente nos contratos de Set/18 (-R$2/MWh) e Dez/18 (-R$1/MWh).

Pontoon-e | Evolução dos Preços (R$/MWh)Fonte: BBCE

Fatores de Risco | Embora os preços elevados inibam a contratação de energia pelos consumidores, o que poderia afetar a liquidez do mercado, a manutenção de preços elevados por um período relativamente longo, combinado com a ausência de indicadores que apontem para a possibilidade de reversão deste cenário de afluência recessiva no curto prazo, podem contribuir para um aumento no volume de negócios. De fato, apesar da queda do volume de negócios registrado nessa quarta-feira, ao longo da última semana observamos um aumento expressivo da liquidez na BBCE, como pode ser constatado pela manutenção do elevado volume médio de negócios dos últimos 5 dias. Isso pode implicar em um aumento significativo no custo médio de “carregamento” dos agentes, elevando o risco de perdas pesadas no caso de uma eventual e acentuada queda nos preços.

Opções de Trade | Uma rápida comparação entre os preços de encerramento dos contratos negociados na BBCE nesta terça-feira (14/08) e a nova curva de preços divulgada pela Pontoon-e revela boas opções de trade no momento. Com exceção dos contratos para Set/18 e Dez/18, que em nossa opinião já encontram-se devidamente precificados – mantida as atuais condições, e espaço para uma ligeira correção negativa -, vemos bom espaço para ganho nos seguintes contratos: (i) Nov/18: +R$41/MWh; (ii) Bimestre Nov-Dez/18: +R$33/MWh; (iii) Out/18: +R$33/MWh; (iv) 4º Tri/18: +R$26/MWh, (v) Ago/18: +R$20/MWh; e (vi) Quadrimestre Set-Dez/18: +R$14/MWh. Considerando a liquidez dos contratos na BBCE, sugerimos uma posição comprada nos contratos para Nov/18 e Out/18.

Dispersão Preços: Pontoon-e vs. BBCE no dia 15/08 (R$/MWh)Fonte: BBCE e Pontoon-e


Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *