Resumo do Dia

A BBCE encerrou o pregão desta quarta-feira 05/09 novamente no campo negativo e com queda no volume de negócios em relação ao dia anterior. Este é o 5º dia consecutivo de queda no preço da energia, influenciado pela expressiva elevação afluência no submercado sul, que registrou até o dia 05/09 ENA de 169,1% da MLT.

Os oito contratos acompanhados pela Pontoon-e na BBCE e que compõe o Índice Pontoon-e de Energia registraram queda de -1,6% (média ponderada), puxados principalmente pelos contratos para entrega no 4º Tri/18 (-2,6%), Dez/18 (-2,2%), Nov/18 (-2,1%) e Out/18 (-0,7%). Pela primeira vez o contrato para entrega em Dez/18 foi o mais negociado do dia (154,2 MW médios), sendo responsável por 36,9% do volume total dos contratos acompanhados na BBCE.

Pontoon-e | Variação do Índice Pontoon-e de Energia (Var. %) 
Fonte: Pontoon-e e BBCE

Após ter quebrado diversos recordes de volume de energia transacionada ao longo da última semana, o volume de negócios recuou sensivelmente nesta semana, embora tenha permanecido em nível elevado (~500 MW médios). Nesta quarta-feira (05/09) foram negociados 418,1 MW médios (634,7 MW médios no dia anterior), revelando não apenas queda em relação ao dia anterior, mas também em relação a média dos últimos cinco dias (645,7MW médios). Apesar disto, o volume médio negociado neste início de setembro (544,0 MW médios) é superior à média do mês de agosto (352,6 MW médios).

Pontoon-e | Volume Negociado na BBCE dos Oito Contratos (MW Médios) 
Fonte: Pontoon-e e BBCE

Em mais um dia de “realização” lucros, as maiores quedas do dia foram os contratos para entrega de energia no 4º Tri/18 (-2,6%), Dez/18 (-2,2%), Nov/18 (-2,1%) e Out/18 (-0,7%), que encerraram o dia 05/09 cotados a R$300/MWh (-R$8/MWh), R$229/MWh (-R$5/MWh), R$306/MWh (-R$7/MWh) e R$363/MWh (-R$3/MWh), respectivamente. Além destes, também encerrou o dia no campo negativo o contrato para entrega no 1º Tri/19 (-0,6%), cotado a R$180/MWh (-R$1/MWh).

Conforme comentamos anteriormente, pela primeira vez o contrato de Dez/18 foi o mais negociado, embora o “pregão” desta quarta-feira tenha revelado uma distribuição da liquidez equilibrada, com os contratos de Out/18 (32,2%) e Nov/18 (23,2%) detendo participações relevantes.

O contrato de Set/18 foi o único que encerrou o dia no campo positivo, registrando alta de (+0,5%) e encerrando o dia cotado a R$460/MWh (+R$3/MWh).

Os demais contratos não foram negociados.

BBCE | Preço dos Contratos de Energia SE/CO (R$/MWh) 
Fonte: Pontoon-e e BBCE

História do Dia

A Pontoon-e atualizou no dia 05/09 sua curva de preços futuros para o período compreendido entre setembro e julho de 2019 para o submercado SE/CO.

Para maiores detalhes acesso o relatório no link abaixo.

(https://pontoon-e.com/nova-curva-de-precos-pontoon-e-05-09/).

Principais Ajustes | Ressaltamos que esta nova curva de preços para o submercado SE/CO (de Set/18 a Jul/19) já incorpora a 2ª Revisão Quadrimestral da Carga – que resultou em um corte de aproximadamente 1.150 MW médios na expectativa entre 2018 a 2022, como também as novas condições de armazenamento e projeções de afluência mais otimistas no submercado Sul

Tendência Preços | As novas projeções apresentam ligeira redução em relação às estimativas publicadas no dia 20/08 (-3,3% em média). As projeções para os meses de novembro (-13,9%), dezembro (-4,7%) e outubro (-3,9%) foram as que apresentaram maior variação negativa, devido principalmente a combinação de corte da carga e expectativa de afluência mais favorável no sul e norte em novembro. A redução de -1,8% observada nos preços projetados para os primeiros sete meses de 2019 (Jan-Jul) é reflexo direto dos ajustes acima mencionados e do efeito cascata nas condições inicias de armazenamento.

Pontoon-e | Evolução da Curva de Preços (R$/MWh) 
Fonte: Pontoon-e

Vai Chover?

A análise dos mapas de previsão de precipitação para o período de 06 a 15/Setembro efetuados pelo Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos/Instituto Nacional de Pesquisas Espacias (INPE/CPTEC) e previstas a partir do modelo de previsão ETA para os próximos 10 dias indicam mapas secos até os dia 14 e 15 de setembro quando teremos o avanço de uma nova frente fria de fraca a média intensidade no submercado sul.

Este cenário de hidrologia recessiva pode contribuir para uma recuperação nos preços, principalmente após da sequência de quedas observada aol ongo dos últimos cinco “pregões”.

Mapa de Chuva: GEFS & INPE / CPTEC (06 a 15/Setembro)

Estimativa ONS: ENA | As estimativas do ONS para o mês de setembro apontam para uma elevação de ~10 p.p. na ENA (Energia Natural Afluente) do SIN (79%). Para a 1ª semana operativa de setembro o PMO sinaliza as seguintes ENAs: SE (78%), S (77%), NE (43%) e N (84%). Já as estimativas de ENA para o mês de setembro sinalizadas neste PMO são as seguintes: SE (79%), S (90%), NE (44%) e N (75%).

Estimativa Pontoon-e: ENA | Os valores acima diferem da premissa de ENA para o mês de setembro utilizada pela Pontoon-e na projeção da sua curva de preços futuros para o submercado SE/CO. O Cenário Base considera ENA de 83% da MLT, enquanto que a ENA do Cenário Seco é 80% da MLT e a do Cenário Úmido é 87%.

PMO (Setembro – 01 a 07/09) | Energia Natural Afluente (%MLT) 
Fonte: ONS

Apesar da elevação da ENA verificada no submercado sudeste no mês de agosto (84% da MLT) em relação ao mês de julho (70% da MLT), a 1ª semana de setembro registra até o dia 05/09 afluência de apenas 73% da MLT. Este valor é inferior ao estimado pelo ONS no PMO relativo a 1ª semana  (78% da MLT).

ONS | Energia Natural Afluente SE/CO (%MLT)
Fonte: ONS

O quadro se inverte quando analisamos a situação do submercado sul, que sofreu forte estiagem ao longo dos últimos quatro meses, quando registrou ENA inferior a 50% neste período. Após ter registrado ENA de 46,7% da MLT em agosto, a chuva dos últimos dias elevou a ENA da 1ª semana de setembro para 169.1 % da MLT, muita acima da estimativa do ONS para o período (77%).

ONS | Energia Natural Afluente S (%MLT)  
 
Fonte: ONS

Liquidez BBCE

Os contratos para Out/18, Nov/18 e Dez/18 continuam concentrando grande parte da liquidez na BBCE (~93%). Alguns contratos para o próximo ano já começam a ganhar alguma liquidez, principalmente o contrato referente ao 1º Tri/19. No último dia de agosto dois novos contratos para 2019 foram negociados: 2º Tri/19 e 1º Sem/19.

No “pregão” desta quarta-feira o grande destaque foi o contrato para Dez/18, que negociou 154,2 MW médios (34,1 MW médios no dia 04/09), seguido pelos contratos de Out/18 e Nov/18, que negociaram 134,8 e 97,2 MW médios, e que foram responsáveis por 32,2% e 23,2% do volume total destes oito contratos acompanhados pela Pontoon-e na BBCE.

BBCE | Volume Transacionado no dia 05/09 (MW Médios)  
Fonte: Pontoon-e e BBCE

Preços, Assimetrias & Trades

Backdrop | A forte elevação dos preços observada nas últimas semanas, aumentou consideravelmente o custo médio de carregamento dos agentes (preço médio das posições) e consequentemente o nível de aversão ao risco.

Como resultado, variações não esperadas na ENA, reservatórios e ajustes na carga poderiam deflagrar um sinal de alerta e, consequentemente, movimentos de venda mais expressivos, o que de fato se verificou nos últimos cinco “pregões”.

Embora isto não tenha ocorrido no submercado sudeste, a forte elevação da ENA no sul foi suficiente para iniciar tal movimento. Este cenário deverá ganhar mais força nos meses de novembro e dezembro, o que poderá trazer volatilidade nas projeções de preços para estes meses e para os primeiros meses de 2019.

Nossas simulações contemplam para o mês de setembro uma ENA (Energia Natural Afluente) de 82% da MLT (Média de Longo Termo) no submercado SE/CO e de 85% da MLT (60% cenário anterior) no S. Já para os meses de setembro, outubro, novembro e dezembro mantivemos as seguintes ENAs: (i) Set. e Out: 83%; (ii) Nov. e Dez.: 90%.

Opções de Trade | A forte queda observada nos últimos dias eliminou algumas distorções e assimetrias em alguns contratos negociados na BBCE, tornando a relação risco retorno novamente atraente. Embora limitadas, há opções interessantes, tais como o contrato para Out/18, que oferece excelente liquidez e está sendo negociado próximo do cenário úmido (R$362/MWh), além de duas opções mais longas – 2º Tri/19 e 1º Sem/19 -, que neste momento não apresentam liquidez, mas certamente ganharão liquidez ao longo do tempo.

Fique de Olho | Os contratos para o 2º Tri/19 e 1º Sem/19 estão cotados na BBCE (última cotação) a R$184/MWh (2º Tri/19) e R$183/MWh (1º Sem/18). Embora seja cedo para termos uma ideia mais clara quanto ao que esperar da hidrologia em 2019, ao darmos uma olhada no passado recente (5 anos), vemos bom potencial de lucro nestes contratos.

Neste período de cinco anos o PLD médio ficou abaixo destes valores (~R$180/MWh) apenas em um ano (2016), quando a ENA média registrada no submercado sudeste entre julho de 2015 e abril e 2016 foi superior a 104% da MLT e o nível dos reservatórios no sudeste no final de agosto de 2015 era de 34,3%, ou 6,3 p.p. acima do fechamento de agosto de 2018 (28,0%). Em resumo, a relação risco retorno é muito interessante nestes níveis e, portanto, vale a pena ficar de olho. 

Pontoon-e | Cotação BBCE vs. Projeções Pontoon-e (R$/MWh) 
Fonte: Pontoon-e e BBCE

Dispersão Preços: Pontoon-e vs. BBCE no dia 05/09 (R$/MWh)Fonte: Pontoon-e e BBCE


 

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.