A variação da Energia Armazenada desta quarta feira (30/01) em relação ao dia anterior foi negativa em 551 MWmês. A variação no nível dos reservatórios foi negativa nos subsistemas Sul e Sudeste/Centro-Oeste. A carga registrada ontem no SIN foi de 79.110 MWmed, enquanto a geração foi de 79.011 MWmed. A energia resultante da diferença entre a geração e o consumo (99 MWmed) foi importada do Uruguai.

Na Itaipu Binacional, a energia local gerada foi de 5.040 MWmed, 62% da energia total gerada, enquanto que a energia enviada ao Brasil pelo Paraguai foi de 3.150 MWmed, ou seja 38% do total.

A região Sudeste/Centro-Oeste registrou queda de 0,2% nos níveis dos reservatórios atingindo 26,9%, segundo dados do Operador Nacional do Sistema Elétrico relativos a ontem. A energia armazenada no dia diminuiu para 54.647 MWmês e a Energia Afluente – ENA manteve-se em 64% da MLT bruta no mês. Na Bacia do Rio Grande, que representa 25,33% do subsistema, o reservatório de Furnas operou com diminuição do volume e estava ontem com 27,85%.

O subsistema Sul registrou ontem a diminuição de 1,2% no nível da energia armazenada em relação ao dia anterior fechando em 45,6%. Em termos de valores, o volume de energia armazenada no dia diminuiu para 9.174 MWmês e a ENA caiu para 101% da MLT bruta no mês. Na Bacia do Iguaçu, que representa 50,98% do subsistema, G. B. Munhoz operou com nível em alta e atingiu 31,41% do volume útil.

No subsistema Nordeste houve manutenção do nível da energia armazenada em relação ao dia anterior, atingindo 42,2%. A energia armazenada, em alta no dia registrou 21.891 MWmês e a ENA caiu para 39% da MLT bruta no mês até ontem. Na Bacia do São Francisco, que representa 96,91% do subsistema, Sobradinho manteve o nível do reservatório em 36,83% do volume útil.

No subsistema Norte houve aumento de 0,2% no nível da energia armazenada para 30,5%. A energia armazenada no dia, em valores aumentou para 4.583 MWmês e a energia afluente se manteve em 78% da MLT bruta no mês até este dia. Na Bacia do Tocantins, que representa 94,68% do subsistema, Tucurui operou com nível do reservatório em elevação atingindo 41,50% do volume útil.


 

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *