• O Groupe Renault anunciou o lançamento de seu programa “Advanced Battery Storage”, como objetivo de construir na Europa até 2020, o maior sistema de armazenamento de energia estacionário, com potência de 70 MW (Energia: 60MWh) com a reutilização de as baterias de veículos elétricos.

  • O plano inicial é instalar o sistema em vários locais na França e na Alemanha, o que facilitará a integração de energias renováveis ​​em redes elétricas.

  • “Advanced Battery Storage” é parte da estratégia do Groupe Renault para desenvolver um ecossistema elétrico inteligente em favor da transição energética.

A empresa francesa, que é líder europeu em mobilidade elétrica, anunciou o lançamento do projeto “Advanced Battery Storage”, que consiste num sistema estacionário de armazenamento de energia que prevê a reutilização das baterias descartadas dos carros elétricos.

 O objetivo deste sistema é gerenciar a diferença entre o consumo de eletricidade e a produção em um determinado momento, a fim de aumentar a proporção de fontes renováveis ​​no mix energético. Isso significa manter o equilíbrio entre oferta e demanda na rede elétrica, integrando diferentes fontes de energia com capacidades de produção flutuantes. O menor intervalo entre o consumo e a produção desencadeia perturbações que podem comprometer a estabilidade da frequência local (50 Hz).

Nicolas Schottey, diretor do programa Renault New Business Energy do Groupe, disse que: “Nossa solução de armazenamento estacionário tem como objetivo compensar essas diferenças: ele entrega suas reservas a um ponto de desequilíbrio na rede em um determinado momento para reduzir os efeitos”, e completou que “ao ajudar a manter o equilíbrio da rede, o sistema de armazenamento estacionário aumentará a atratividade econômica das energias de baixo carbono”.

Com capacidade de armazenamento de pelo menos 60 MWh, o que o posicionará como o maior sistema desse tipo já construído na Europa. As primeiras instalações serão desenvolvidas no início de 2019 em três locais na França e na Alemanha: nas fábricas da Renault em Douai e Cléon e em uma antiga usina movida a carvão na Renânia do Norte-Vestfália. A capacidade de armazenamento será gradualmente expandida ao longo do tempo para conter a energia de 2.000 baterias EV. Nesta fase, o sistema terá atingido – ou, mais provavelmente, ultrapassará – os 60 MWh, equivalentes ao consumo diário de uma cidade de 5.000 domicílios.

Este sistema de armazenamento estacionário é construído usando baterias EV montadas em contêineres. O sistema será montado utilizando baterias novas e usadas. Segundo Nicolas Schottey, “esta montagem exclusiva proporcionará à Advanced Battery Storage a capacidade de gerar ou absorver, instantaneamente, a energia de 70 MW. A alta potência combinada com a alta capacidade de nossa solução permitirá reagir de maneira eficiente a todas as principais solicitações de rede”.

Estreita colaboração com nossos parceiros

Como pioneiro e líder no campo da mobilidade elétrica na Europa, o Groupe Renault está se estendendo além de seu papel como fabricante de veículos para se tornar um participante dos ecossistemas elétricos e de energia inteligentes, com a ajuda de seus parceiros. Como parte do programa “Advanced Battery Storage”, o Groupe Renault juntou-se a vários intervenientes, incluindo o Banque des Territoires, o Mitsui Group, o Demeter (através da Modernização Ecológica dos Transportes) e o The Mobility House.

 

Mais informações sobre o compromisso da Renault com a mobilidade elétrica: EasyElectricLife

Fonte: GROUPE RENAULT, press office

 

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *