Há anos os poderes constituídos (legislativo, judiciário e executivo)  não conseguem fazer o programa de resposta à demanda (RD) acontecer. Para eles há uma crise. A responsabilidade é sempre do “outro”:

  • São os consumidores que abriram ações contra selecionadas cobranças

  • É a justiça que concedeu liminar a estes consumidores

  • É a câmara de comercialização que está inadimplente

  • É o regulador que criou um programa sem bases seguras

  • É o governo que estimulou um programa sem pé e cabeça

  • É o operador nacional do sistema que sugeriu um modelo desinteressante

O gráfico mostra um dia tipico da demanda do sistema integrado nacional.  Se houvesse um programa de RD – assim como em outros países, aqui vai um exercício (conservador) que ilustra o valor econômico da oportunidade:

  • Redução de demanda                 434 MW

  • Investimentos evitados               USD 450 Milhões

  • Amortização mensal                    USD 6,7 Milhões

  • Energia chamada pela RD           0,5% do consumo nacional mensal

  • Custo unitário da energia            USD 760/MWh

  • Custo unitário da energia            R$ 2 900/MWh

Um programa de RD viabiliza um ganha-ganha: pode pagar um excelente bônus pela energia não consumida no pico (transferida para fora do pico) aos que aderirem, evitando investimentos vultuosos.

Infelizmente nossos dirigentes são pequenos, ranhentos, complascentes, passivos e sobretudo desinteressados em “virar a mesa”. Ou será que não enxergam a oportunidade ?


DR in Brazil: crisis or opportunity ?

For years the executive, legislative and judicary can not make the demand response (DR) program happen. For them there is a crisis. The responsibility is always of the “other”:

  • It is the consumers who filed actions against selected charges

  • It is the Justice that granted injunction to these consumers

  • It is the power clearinghouse  that is in default

  • It is the regulator who has created a program without secure bases

  • It is the government that has stimulated a program without fair business sense

  • It is the national system operator that has suggested a not viable model

The chart shows a typical day of demand for the national integrated system. If there was a DR program – just like in other countries, here is a (conservative) exercise that illustrates the economic value of opportunity:

  • Demand reduction 434 MW

  • Avoided investments USD 450 Million

  • Monthly Amortization USD 6.7 Million

  • Energy called by DR 0.5% of national monthly power consumption

  • Equivalent avoided energy cost USD 760/MWh

A DR program enables a win-win: an excellent bonus to be paid for the energy not consumed at the peak (transferred to off peak) , thus avoiding capital intensive investments.

Unfortunately, our leaders are small, grotesque, complacent, passive and above all disinterested in “turning around”. Or perhaps they just do not see the opportunity.


 

Compartilhe:
Rafael Herzberg
Rafael Herzberg é consultor independente para assuntos de energia por mais de 30 anos. Premiado no Brasil e Estados Unidos por cases de eficiência energética, geração on-site e projetos to-the-fence. Palestrante no Brasil e Estados Unidos em eventos de energia. Presta consultoria para clientes consumidores de energia (indústria, comércio e instituições), ofertantes de soluções em energia, concessionárias e comercializadores de energia além de ser convidado para atuar em casos de arbitragem de contratos de energia.
http://pontoon-e.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *