As eleições estão chegando! Chamo atenção em torno de 4 pontos:

  1. Custos ocultos orçamentários
    O sistêmico desequilíbrio das contas públicas do país, sempre diligentemente aprovados pelo Congresso e Senado, tem um preço, é claro: reduz drasticamente a capacidade de investimentos e assim a expectativa de o Brasil enfrentar os seus grandes desafios junto ao grosso da população.
  2. Empresas e instituições publicas debilitadas
    Décadas de gestão, sem base em meritocracia, tem definhado empresas e instituições. Balanços econômico-financeiros medíocres são a sua marca registrada. Não há possibilidade realista de criarem valor para seus acionistas (povo brasileiro) e nem muto menos oferecerem  produtos e serviços de qualidade para seus clientes a preços competitivos.
  3. Os verdadeiros donos do poder continuarão
    Os grupos de lobby organizados informalmente e os formalmente também – na Câmara e Senado – desde sempre, mostram inequivocamente quem tem o controle de fato da situação nos três poderes instituídos. As discussões entre os partidos e políticos é apenas uma cena de teatro em que a maioria da população ainda acredita e assim permite sua nociva continuidade.
  4. Objetivamente: as eleições no Brasil são uma farsa (afronta à democracia)
    Há poucas semanas uma reportagem mostrou graficamente as coligações entre partidos  Todos partidos com todos se se somarem Federação, Estados e Municípios.  Há algumas exceções de partidos coerentes, mas infelizmente, de tamanho insignificante. Resumo da ópera:  prostituição oficializada.

Conclusão: será razoável supor  uma inevitável degradação do padrão de vida dos brasileiros. Os infindáveis formalismos, uma constituição brilhante no papel, e uma infinita demagogia agravarão inexoravelmente nossos custos mas infelizmente sem agregar valor para o cidadão brasileiro.


How much will the “new” Brazil cost ?

The October elections are just a few weeks away! Let me draw your attention around 4 points:

  1. Hidden budget costs
    The systematic imbalance of the country’s public accounts comes at a price, of course: it drastically reduces investment capacity and accordingly there is no way for Brazil to face its major challenges before the bulk of the population.
  2. Weakened public companies and institutions
    Decades of management, without meritocracy base, has wiped out companies and institutions. Poor economic-financial balance sheets are its trademark. There is no realistic possibility of creating value for their shareholders (Brazilian people), nor do they offer quality products and services to their clients at competitive prices.
  3. The true owners of power will continue in their positions
    Lobby groups organized informally and formally also – in the Chamber and Senate – unequivocally show who actually has control of the situation in the three instituted powers. The discussions between the parties and politicians is only a theater scene in which the majority of the population still believes and thus allows its noxious continuity.
  4. Objectively: the elections in Brazil are a farce (affront to democracy)
    A few weeks ago a report, graphically showed coalitions between parties considering the elections next month. All parties combined with all considering the  Federation, the States and the Municipalities! There are some exceptions of coherent parties, but unfortunately of insignificant size. Bottom line: official prostitution.

Conclusion: it will be reasonable to assume an inevitable degradation of the standard of living of Brazilians. Endless formalism, a brilliant constitution on paper, and an infinite demagogy will inexorably aggravate our costs but unfortunately without adding value to the Brazilian citizen.


 

Compartilhe:
Rafael Herzberg
Rafael Herzberg é consultor independente para assuntos de energia por mais de 30 anos. Premiado no Brasil e Estados Unidos por cases de eficiência energética, geração on-site e projetos to-the-fence. Palestrante no Brasil e Estados Unidos em eventos de energia. Presta consultoria para clientes consumidores de energia (indústria, comércio e instituições), ofertantes de soluções em energia, concessionárias e comercializadores de energia além de ser convidado para atuar em casos de arbitragem de contratos de energia.
http://pontoon-e.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *