A resposta mais comum dos executivos com quem trato é “1 ou 2 meses antes do término do contrato em vigor”.

Trata-se de uma tradição muito enraizada! Mas… será que é a melhor escolha?

Minha experiencia diz que não! E de longe aliás!

Meus clientes fecharam preços muito mais atrativos quando mostrei-lhes que o momento interessante é quando há uma oferta “sexy”.

As diferenças podem ser muito expressivas.

É mais do que tempo de “internalizar” este conhecimento para capturar uma oportunidade assim que se configurar!


When to close power prices?

The most common response from the executives I deal with is “1 or 2 months before the end of the current contract”.

It is a very ingrained tradition! But … is it the best choice?

My experience says no! And by far, by the way!

My clients closed far more attractive prices when I showed them that the interesting moment is when there is a “sexy” offer.

The differences can be very expressive.

It is high time to “internalize” this knowledge to capture an opportunity as soon as it is there!


 

Compartilhe:
Rafael Herzberg
Rafael Herzberg é consultor independente para assuntos de energia por mais de 30 anos. Premiado no Brasil e Estados Unidos por cases de eficiência energética, geração on-site e projetos to-the-fence. Palestrante no Brasil e Estados Unidos em eventos de energia. Presta consultoria para clientes consumidores de energia (indústria, comércio e instituições), ofertantes de soluções em energia, concessionárias e comercializadores de energia além de ser convidado para atuar em casos de arbitragem de contratos de energia.
http://pontoon-e.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *