O Tribunal de Contas da União (TCU), segundo o Valor Econômico, deu o aval para a publicação dos editais de privatização das seis distribuidoras da Eletrobras nas regiões Norte e Nordeste,mas fez algumas ressalvas. Uma das principais é que os editais devem ter uma referência ao acerto que deverá ser feito, caso necessário, sobre os valores dos ativos imobilizados em curso. Este mecanismo deverá garantir uma contrapartida à Eletrobras quando e se esses ativos começarem a gerar receitas.

Ainda, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou uma minuta do novo contrato da hidrelétrica Porto Primavera. Esta deverá ter sua concessão prorrogada no processo de privatização da Cesp. Tanto a aprovação do modelo de contrato quanto a privatização da companhia paulista atrasaram por conta de uma liminar. A Agência, no entanto informou que tanto a decisão sobre a privatização, quanto a definição do valor do bônus de outorga caberá ao acionista majoritário e o poder concedente, respectivamente o governo do Estado de São Paulo e a União.


Para ver mais detalhes desta noticia, vá para http://www.valor.com.br/empresas/5563205/privatizacoes-de-cesp-e-distribuidoras-avancam

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *