O “pregão” do dia 03 de maio foi mais uma vez marcado por forte valorização no preço dos contratos de energia e bom volume negociado.

A combinação de (i) uma precipitação de fraca intensidade no sul e no norte do Brasil (atingindo a bacia do rio Jacuí e pontos isolados do Uruguai e do Tocantins) e (ii) a ausência de precipitação nas demais bacias hidrográficas de interesse do SIN, continuou a ser determinante para a manutenção da tendência de alta no preço da energia.

Os agentes veem grande possibilidade de uma forte elevação no PLD dos sub-mercados Sul e Sudeste/Centro-Oeste para a próxima semana (05 a 11 de maio).

previsão mensal para maio indica a ocorrência de afluências abaixo da média histórica para todos os subsistemas, com exceção do subsistema Norte.

Mapa de Chuva: NCEP/GEFS & INPE/CPTEC (02/Maio a 11/Maio)

Volume de energia negociado na BBCE recua, mas ainda está acima da média da semana

Considerando apenas os contratos acompanhados pela Pontoon-e (Mai, Jun, Jul, Ago, 2o Tri, 3o Tri, 4o Tri e 2o Sem) negociados na BBCE, o volume de energia negociada totalizou 172,1 MW médios no dia 03 de maio, mostrando queda em relação ao dia anterior quando foram negociados 279,3 MW médios, mas ainda acima da média da última semana (142,2 MW médios).

No gráfico abaixo apresentamos a evolução do volume de energia negociada nos últimos pregões na BBCE:

Fonte: BBCE

 

Contratos de Junho, Julho, 3oTri/18 e 4oTri/18 registraram forte alta

O contrato para entrega de energia em Maio registrou alta de +1,5% (R$267,00/MWh) e apresentou boa liquidez, encerrando o dia com 73,3 MW médios negociados. Já o contrato de Junho apresentou alta de +7,5% (R$258,00/MWh) e volume negociado de 57,8 MW médios, mostrando queda em relação ao volume negociado no dia anterior (115,5 MW médios).

O destaque ficou por conta do contrato para entrega de energia em Julho, que subiu +19,0% (R$250,00/MWh) e contabilizou 3 MW médios negociados.

Pelo segundo “pregão” consecutivo os contratos para entrega de energia no 2o Tri/18, 3o Tri/18 e 4o Tri/18 registraram forte elevação.

O contrato para entrega de energia no 2o Tri/18 apresentou alta de +6,8% (R$203,00/MWh). O contrato para entrega de energia no 3o Tri/18 também foi destaque positivo do dia, registrando valorização de +12,4% (R$245,00/MWh) e volume negociado de 16 MW médios. O contrato do 4o Tri/18 registrou alta de +9,5% (R$220,00/MWh) e 1 MW médio negociado.

BBCE: Preço dos Contratos de Energia Negociados (R$/MWh)Fonte: BBCE & Pontoon-e

Contratos Jul/18 e 2oTri/18 atingiram bom ponto de saída

Os três trade calls sugeridos pela Pontoon-e encerraram o “pregão” do dia 03 e maio registrando boa performance: (i) Contrato Junho/18; (ii) Contrato Julho/18; e (iii) Contrato 2o Tri/18.

O contrato de Jun/18 registra lucro teórico de R$51,00/MWh. Já os contratos de Jul/18 e 2o Tri/18, acumulam lucro teórico de R$40,00/MWh e R$29,50/MWh, respectivamente. Abaixo apresentamos um resumo dos calls sugeridos.

Pontoon-e: Desempenho dos Trade CallsFonte: Pontoon-e

Diante desta boa performance e por entender que os preços atuais destes contratos já embutem uma hidrologia desfavorável, optamos por manter apenas o Trade Call 1 (Contrato de Junho/18) aberto. Quanto aos demais calls (Trade Call 2 e 3), sugerimos o fechamento, pois entendemos que a relação risco/retorno é pouco atrativa.

Dispersão Preço (R$/MWh)Fonte: BBCE & Pontoon-e


 

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *