O ONS (Operador Nacional do Sistema) publicou nesta sexta-feira (21/12) a RV3 do PMO (Programa Mensal de Operação) com as premissas do Programa Mensal de Operação para o mês de dezembro de 2018, bem como os resultados de despacho térmico, CMO (Custo Marginal de Operação), energia natural afluente (ENA) e armazenamentos para a 4ª semana operativa do mês (de 22 a 28 de dezembro).

Abaixo apresentamos um resumo e os principais destaques deste documento.

Highlights do PMO

Custo Marginal de Operação (CMO) | Para esta 4ª semana operativa de dezembro, o CMO médio estabelecido para os submercados SE/CO, S e NE apresentaram elevação, passando de R$73,69/MWh para R$81,73/MWh (+10,9%), enquanto que no submercado N o CMO passou de R$1,89/MWh para R$3,03/MWh (+60,3%).

Como resultado, projetamos para esta semana operativa uma elevação do PLD nos submercados SE/CO, S e NE em relação ao preço divulgado na semana anterior (R$79,16/MWh) e estabilidade no N (R$40,16/MWh). A projeção da Pontoon-e aponta para um PLD nos submercados SE/CO, S e NE de ~R$87/MWh e para o N de ~R$40/MWh.

Razões para o aumento/redução do CMO | A previsão de queda nas afluências no SE/CO, S e NE, além da elevação na carga esperada para dezembro são os principais fatores para o aumento do PLD nesses submercados. Já a redução significativa do preço do N se deu em função da elevação de suas afluências que passaram de 176% para 206% da média histórica.

Despacho Termelétrico | Apesar desta piora da vazão esperada no SE e S, o ONS não alterou a projeção de despacho termelétrico para a próxima semana (passou de 4,3 GW médios para 4,4 GW médios): (i) Inflexibilidade: 3,1 GW médios; (ii) Ordem de Mérito: 0,8 GW médios; e (iii) Restrição Elétrica: 0,5 GW médios.

Lembramos que o PLD para a semana de 22 a 28 de dezembro será publicado nesta sexta-feira (21/12), no final do dia.

PMO (Dezembro – 22 a 28/12) | Custo Marginal de Operação (R$/MWh) 
 
Fonte: ONS

Energia Natural Afluente (ENA) | A ENA esperada pelo ONS para a 4ª semana operativa em relação a semana anterior aponta para mais uma redução na afluência nos submercados: SE (de 87% para 78%) e NE (de 110% para 89%). Já para os demais subsistemas a projeção é de elevação da afluência: S (de 56% para 77%) e N (de 187% para 206%).

Revertendo a tendência inicial, o ONS estima para o mês de dezembro afluência recessiva na quase totalidade dos submercados: SE (de 101% para 94%), S (de 67% para 72%) e NE (de 95% para 85%). Já a projeção para o submercado norte é de hidrologia muito acima da média histórica (MLT): N (de 176% para 206%).

PMO (Dezembro – 22 a 28/12) | Energia Natural Afluente (%MLT) 
 
Fonte: ONS

Armazenamento | Para o mês de novembro (30/11) os valores finais dos níveis de armazenamento apresentados pelo ONS são: SE (24,2%), S (69,8%), NE (30,1%) e N (22,1%). Já a estimativa para o nível dos reservatórios para o final de dezembro (31/12) publicada é a seguinte: SE (de 28,4% para 6,8%); S (de 63,0% para 58,7%), NE (de 42,4% para 39,2%) e N (de 41,2% para 38,8%).

PMO (Dezembro – 22 a 28/12) | Nível dos Reservatórios no dia 31/12 (%) 
 
Fonte: ONS

Carga de Energia | De acordo com o PMO publicado hoje, referente ao mês de dezembro, a estimativa de crescimento da carga no SIN realizada pelo ONS foi elevada de +1,8% para +5,1%. Este crescimento reflete basicamente a forte expansão do consumo nos submercados sudeste e sul: SE (de +3,0% para +8,1%), S (de +2,5% para +5,6%). e ). As exceções foram os submercados NE (de +0,3% para -0,7%) N (de -5,2% para -5,7%) que registraram queda relevante no consumo de energia.

Em função da expectativa de temperaturas mais elevadas, a carga prevista para a próxima semana no SIN deve ficar em torno de +4.296 MW médios mais alta, com redução esperada apenas no NE (-276 MW médios). No N, a expectativa é a mesma da semana anterior, enquanto no SE (+3.743 MW médios) e no S (+829 MW médios) a carga deve ficar mais elevada frente à previsão anterior.

PMO (Dezembro – 22 a 28/12) | Carga de Energia (MW médios)Fonte: ONS

 

Elevação do CMO no SE/CO, S e NE reflete piora na expectativa de vazão e aumento de carga. O aumento observado no CMO médio de R$73,69/MWh para R$81,73/MWh (+10,9%), estabelecido para os submercados SE/CO, S e NE, é reflexo direto da combinação de menor afluência e expressivo aumento da carga prevista (SE/CO e S). Já a variação positiva observada no submercado N – o CMO passou de R$1,89/MWh para R$3,03/MWh (+60,3%) – teve como principal fundamento a atualização da previsão de vazões na RV3, que registrou uma redução na ENA mensal prevista de -492 MW médios, quando comparado à revisão anterior (RV2).

Pontoon-e projeta PLD da 4ª semana ~R$87/MWh (SE/CO, S e NE) e de ~R$40/MWh (N). Esta elevação do CMO certamente impactará o PLD a ser anunciado no final do dia e consequentemente a projeção de preços dos agentes para a próxima semana.

Mercado livre já antecipou boa parte desta hidrologia mais recessiva. Ao longo da última semana observamos uma forte elevação dos preços no mercado livre, tanto nos contratos mais curtos (Dez/18, Jan/19 e Fev/19), quanto nos contratos mais longos (Ano/2019 e 2º Sem/19), embora estes últimos ainda apresentem liquidez muito restrita, o que distorce a análise dos preços.

Em nossa opinião o movimento da última semana, embora fundamentado na piora da expectativa de hidrologia no submercado sudeste (SE), foi exagerado, principalmente se levarmos em consideração que estamos no início do período úmido. Até o momento não há indícios suficientes que comprovem ou mesmo indiquem uma hidrologia muito abaixo da média histórica para suportar os atuais preços.

Neste sentido, sugerirmos aos consumidores que aguardem um melhor momento para efetuar a compra da sua energia para o ano de 2019.

Pontoon-e | Preço Energia Mercado Livre (Média) vs. Preços Projetados Pontoon-e (SE/CO) 
 Fonte: Pontoon-e

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *