A Enel Green Power Brasil Participações, subsidiária brasileira de energia renovável do Grupo Enel, anunciou na segunda-feira que entrou em operação a seção de 475 MW da usina solar fotovoltaica São Gonçalo, localizada em São Gonçalo do Gurguéia, no Piauí, para o nordeste do Brasil.

A conexão à rede da usina São Gonçalo, que é a maior instalação fotovoltaica da América do Sul, foi realizada um ano antes do prazo estabelecido pelas regras do leilão A-4 de 2017 organizado pelo governo federal brasileiro através da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL).

A construção da seção de 475 MW da usina solar envolveu um investimento de cerca de 1,4 bilhão de reais.

O projeto São Gonçalo é a primeira usina da Enel no Brasil que utiliza módulos solares bifaciais e é esperado um aumento na geração de energia de até 18%. A Soltec espanhola forneceu os seguidores da planta. Uma vez totalmente operacional, a seção de 475 MW da usina pode gerar mais de 1.200 GWh por ano.

Dos 475 MW de capacidade instalada, 265 MW são garantidos por contratos de fornecimento de energia de 20 anos com um conjunto de empresas de distribuição que operam no mercado regulamentado do país. Os 210 MW restantes deverão gerar energia para o mercado livre.

Em agosto passado, a Enel anunciou o início da construção da expansão de 133 MW do parque solar São Gonçalo, para a qual a Enel está investindo cerca de 422 milhões de reais. Essa nova seção é apoiada por contratos de fornecimento de energia negociados com clientes corporativos no mercado de energia livre do Brasil. A expansão, que eleva a capacidade total de São Gonçalo para 608 MW, deve estar operacional até 2020. Quando estiver totalmente operacional, toda a usina de 608 MW poderá gerar mais de 1.500 GWh anualmente, evitando a emissão de mais de 860.000 toneladas de CO2 na atmosfera todos os anos.

No Brasil, o Grupo Enel, por meio de suas subsidiárias EGPB e Enel Brasil, possui uma capacidade total renovável instalada de cerca de 2,9 GW, dos quais 782 MW são eólicos, 845 MW são solares fotovoltaicos e 1.269 MW são hidráulicos. Além disso, o EGPB possui cerca de 2,1 GW em execução no Brasil.

Imagem: Enel Green Power – Uma usina fotovoltaica da italiana Enel no Brasil


 

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *