Operador corta previsão e vê chuva bem abaixo da média nas hidrelétricas em janeiro

Segundo relatório da Operador Nacional do Sistema Elétrico- ONS- reduziu as projeções para chuvas na região das hidrelétricas do Sudeste e do Nordeste em janeiro, estimadas agora em níveis bem aquém da média histórica. Ao mesmo tempo a estimativa de demanda por energia no país no mês foi elevada, com a chance da bandeira amarela voltar acrescentando um valor adicional às faturas de energia elétrica dos consumidores.

As precipitações foram estimadas em 73 % e 44 % da média nas duas regiões, respectivamente, ante expectativas de 83 por cento e 57 por cento na semana anterior. Sudeste e Nordeste concentram as usinas com a maior capacidade de armazenamento de água. O preço da energia no mercado livre também já mudou seu rumo. Preços para energia convencional que estavam projetados para rodar na faixa de R$ 120/MWh e R$ 170/MWh em 2019, já se elevaram para patamares entre R$ 200/MWh e R$ 240/MWh.

Operadores do mercado de energia já apontavam na semana passada que as chuvas vinham frustrando expectativas desde meados de dezembro, o que elevou preços no mercado de curto prazo de eletricidade e no mercado livre, onde grandes consumidores podem negociar contratos de suprimento diretamente com os fornecedores.

Com o novo cenário projetado pelo ONS, os preços de curto prazo, conhecidos como Preço de Liquidação das Diferenças – PLD-, tiveram novo salto no Sudeste e no Sul, de 20 por cento frente à semana anterior, segundo a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica – CCEE.

Fonte: Assessoria de Comunicação da CCEE e ONS

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *