Omega acelera crescimento através de M&A

A Omega Geração (OMGE3) informou hoje (14/08) que adquiriu 50% do Complexo Pirapora (321 MW de potência instalada e 85,2 MW de garantia física) por ~R$1,1 bilhão (Enterprise Value).

De acordo com a companhia, este valor inclui os desembolsos que a Omega terá que fazer para a conclusão da última fase, como também a assunção de parte da dívida do ativo. A companhia também destacou que este montante pode variar em função das condições do financiamento de longo prazo. A expectativa é de concluir a transação até o fim de 2018 após o cumprimento de determinadas condições e aprovação da autoridade antitruste brasileira e consentimento de credores.

Canadian Solar vende “stake” no ativo

Pela a transação a Omega Geração adquire 30% da participação da EDF Renewables no Brasil (que passa de 80% para 50% de participação), além de toda a participação da Canadian Solar no ativo (20%).

Desta forma, a Omega será sócia na usina da europeia EDF Energies Nouvelles no complexo de 11 usinas em Minas Gerais, que está em operação comercial com contratos negociados em leilões de energia de reserva com duração de 20 anos. São 321 MW de capacidade instalada, com 1,2 milhão de painéis solares instalados numa área de 800 hectares. O complexo é capaz de fornecer energia a 400 mil residências, segundo a Omega.

“Nosso portfólio passará a ser composto por 62% de energia eólica, 25% de energia solar e 13% de energia hidrelétrica. Também estamos felizes em continuar a expandir nossos investimentos em Minas Gerais, estado onde a Omega iniciou sua história há 10 anos com o desenvolvimento da hidrelétrica Pipoca”, afirma o CEO da Omega Geração, Antonio Augusto Torres de Bastos Filho, em nota.

Promessa de crescimento

Desde o IPO (Initial Public Offering) ocorrido em julho de 2017 esta é a segunda aquisição da Omega Geração, que além desta participação no Complexo Pirapora, também adquiriu em dezembro último 100% do complexo Delta 3 com capacidade instalada de 220,8 MW no Maranhão, em transação de R$1,97 bilhão.

Com esta aquisição o portfólio da Omega Geração passa a ter capacidade instalada de 636,7 MW, o que deve crescer para 744,7 MW no início de 2019 com a previsão de concluir a aquisição dos complexos eólicos Delta 5 e Delta 6, no Maranhão.

“Temos consolidado nossa proposta de expansão sólida e sustentável do negócio a partir da contínua alocação de capital em projetos de altíssima qualidade e com isso pretendemos continuar entregando valor de forma sustentável a todos nossos stakeholders”, completa Bastos.

Performance operacional do Complexo Pirapora

Com capacidade instalada de 321 MW e garantia física de 85,2 MW médios (Fator de Capacidade de 26,5%), o Complexo Pirapora é atualmente o maior complexo solar do Brasil em operação, que conta atualmente com uma potência instalada de 1.220 MW (Garantia Física 335,1 MW médios) e fator de capacidade de 27,5%.

O fator de capacidade observado em 2017 foi de 17,7%, 8,8 p.p. abaixo do fator de capacidade previsto para o projeto (26,5%). Já em 2018 (até maio), o fator de capacidade verificado melhorou substancialmente, passando para 25% (1,5 p.p. abaixo do previsto).

Ao longos dos últimos 12 meses o fator de capacidade verificado foi de 22,2%, ou seja, 4,3 p.p. baixo do previsto.

ONS | Boletim Geração Solar Fotovoltaica (Maio 2018)Fonte: ONS


 

 

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.