Desde o inicio do mercado livre de energia elétrica no Brasil, disparadamente contratar preço fixo é a preferência. A justificativa está centrada na previsibilidade.

Ocorre que associada a esta condição, está o volume contratado. Portanto há um risco de sobrar ou faltar no mês a mês em relação à comparação consumido x contratado.

Em tempos de pandemia este risco se tornou uma certeza. Uma boa parte dos consumidores livres arcarão com um prejuízo expressivo pois conjugarão sobras grandes em volume com preços baixíssimos de sua venda

A alternativa para quem deseja se prevenir deste tipo de situação é contratar no spot. No mês a mês conforme a necessidade. Aí a variável de risco é tão somente o preço mas o volume será sempre o necessário!

Faz sentido?

Pode fazer sim! A média do spot anual é historicamente muito próxima do valor praticado pelo mercado para preços fixo de longo prazo.

Para uma parte de clientes que atendi, desenvolvi um portfólio com uma parte de volume fixo a preço fixo e outra “spot”. Assim respondem muito bem a situações de baixa de atividades (como agora).


Is the spot safer?

Since the beginning of the free power markets in Brazil, contracting a fixed price is the preference. The justification is centered on predictability.

However, fixed prices are associated with a contracted volume. So there is a risk of a “leftover” or a “missing” volume in each month (consumed vs. contracted volume).

In pandemic times this risk has become a certainty as for most deregulated energy consumers. Accordingly they will bear a significant loss because they will combine a large “leftover”in volume with a very low price for its sale.

The alternative for those who want to prevent this situation is contracting on the spot. Then the risk at stake is “just” the price but the volume will always be what is needed!

For a part of my consulting clients I developed a portfolio with a fixed volume part at a fixed price and another at the “spot”. So they respond very well to situations of low activity.

Does it makes sense?

Yes! The average of the annual spot is historically very close to the value practiced by the market for long-term fixed prices.


 

Compartilhe:
Rafael Herzberg
Rafael Herzberg é consultor independente para assuntos de energia por mais de 30 anos. Premiado no Brasil e Estados Unidos por cases de eficiência energética, geração on-site e projetos to-the-fence. Palestrante no Brasil e Estados Unidos em eventos de energia. Presta consultoria para clientes consumidores de energia (indústria, comércio e instituições), ofertantes de soluções em energia, concessionárias e comercializadores de energia além de ser convidado para atuar em casos de arbitragem de contratos de energia.
http://pontoon-e.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *