As eleições trouxeram à tona a discussão sobre quem deve controlar as empresas de energia: o Governo (Federal, Estaduais ou até Municipais) ou o setor privado.

Os extremos tem sido bem contundentes e opostos, é claro. O que gostaria ponderar é a necessidade do seguinte balizamento:

  1. Tarifas devem ser competitivas

    A referência saudável é assegurar que tenhamos uma condição no Brasil consistente com o mercado global, particularmente os BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul)

  2. Empresas controladas pelo Governo devem dar resultados

    Os balanços econômico-financeiros devem mostrar que o dinheiro do povo brasileiro, investido no negócio, dá rendimentos justificáveis

  3. Empresas controladas pelo setor privado devem dar resultados

Simples e óbvio.

Talvez esteja até chovendo no molhado MAS ocorre que por décadas a fio nehuma das tres condicionantes acima estão sendo atendidas.


Brazil: what do we want for energy companies ?

The upcoming elections brought up the discussion about who should control the energy companies: the Government (Federal, State or even Municipal) or the private sector.

The extremes have been quite blunt and opposing, of course. What I would like to consider is the need for the following beacon:

  1. Tariffs must be competitive

    A healthy benchmark:  ensuring that we have  in Brazil power rates consistent with the global markets, particularly BRICS (Brazil, Russia, India, China and South Africa)

  2. Companies controlled by the Government should show solid results

    The economic-financial balance sheets should show that the Brazilian people’s money, invested in the business are justifiable

  3. Companies controlled by the private sector should show solid results

    The regulatory environment should be robust and provide the achievement and maintenance of results consistent with energy companies around the world.

Simple and obvious, BUT it happens that for decades none of the three conditions above are being met.

Compartilhe:
Rafael Herzberg
Rafael Herzberg é consultor independente para assuntos de energia por mais de 30 anos. Premiado no Brasil e Estados Unidos por cases de eficiência energética, geração on-site e projetos to-the-fence. Palestrante no Brasil e Estados Unidos em eventos de energia. Presta consultoria para clientes consumidores de energia (indústria, comércio e instituições), ofertantes de soluções em energia, concessionárias e comercializadores de energia além de ser convidado para atuar em casos de arbitragem de contratos de energia.
http://pontoon-e.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *