O custo marginal de operação (CMO) é a principal referência dos preços de curto prazo para as liquidações do mercado livre e para as bandeiras do cativo.

CMO é designado em R$/MWh. É o custo do despacho de um MWh adicional a partir da matriz que está operando naquela semana.

Quando o Operador Nacional do Sistema só despacha usinas hidroelétricas – por exemplo – o CMO fica próximo do seu mínimo (dezenas de R$/MWh).

Já quando despacha usinas térmicas o CMO sobe para centenas de R$/MWh especialmente devido ao custo do combustível.

Ao longo do ano o CMO varia – no mês a mês – de dezenas a centenas de R$/MWh conforme mostra o gráfico.

Para mitigar esta volatilidade, uma solução bem competitiva seria aumentar o tamanho dos reservatórios das hidrelétricas.


The cost of energy price volatility in Brazil

The marginal operating cost (CMO) is the main reference for short-term prices for settlements in the free market and for captive “rate flags”.


CMO is designated in R$/MWh. It is the cost of dispatching an additional MWh from the matrix that is operating that week.

When the National System Operator only dispatches hydroelectric – for example – the CMO is close to its minimum (tens of R$/MWh).

When dispatching thermal plants, the CMO rises to hundreds of R$/MWh, especially due to the cost of fuel.

Throughout the year, the CMO varies – from month to month – from tens to hundreds of R$/MWh as per the graph.

To mitigate this volatility, a very competitive solution would be to increase the size of the hydroelectric reservoirs.


 

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *