Resposta à demanda (RD) é um programa de grande sucesso em uma lista de países. Nos Estados Unidos é chamado de DR (Demand Response).

RD se justifica com muita simplicidade:

  • Evita-se a ampliação da oferta, que é muito onerosa
  • Oferece-se bônus generosos para quem reduz a demanda quando solicitado
  • A redução de demanda é um fenômeno de baixa ocorrência por ano

Conceitualmente é fácil entender a proposta da RD:

  • Custo da ampliação da oferta: CA
  • Custo do bônus ofertado para estimular a redução da demanda: CB
  • Ajusta-se CB < CA e todos saem ganhando!

O Brasil está patinando há anos. O programa RD só está no papel. Não decolou. Nossas instituições do setor elétrico não conseguem fazer acontecer por suas próprias limitações.

Então o resultado é bisonho: pagamos o custo CA enquanto nos países que fizeram dar certo RD, pagam CB.


No DR in Brazil: what’s the cost ?

Demand Response is a very successful program in a list of countries. DR is very simply justified:

  • It avoids costly expansion of the supply side
  • It offers generous bonuses for those who reduce demand (upon request)
  • Demand reduction is a phenomenon of low occurrence per year

Conceptually, it is easy to understand DR:

  • Cost of the supply expansion: CA
  • Cost of the bonus offered to stimulate demand reduction: CB
  • The beauty of DR programs is setting CB <CA and …. everyone wins!

Brazil has been sliding in this area for years. The DR program is only but on paper. It did not take off. Our institutions in the electric power sector can not make it happen given their own limitations.

So the result is very sad: we pay the CA cost while in the countries where DR programs were launched they pay CB. It is the opportunity cost at stake.


 

Compartilhe:
Rafael Herzberg
Rafael Herzberg é consultor independente para assuntos de energia por mais de 30 anos. Premiado no Brasil e Estados Unidos por cases de eficiência energética, geração on-site e projetos to-the-fence. Palestrante no Brasil e Estados Unidos em eventos de energia. Presta consultoria para clientes consumidores de energia (indústria, comércio e instituições), ofertantes de soluções em energia, concessionárias e comercializadores de energia além de ser convidado para atuar em casos de arbitragem de contratos de energia.
http://pontoon-e.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *