Um exemplo recente mostra o quanto nos falta para alcançarmos o patamar dos países desenvolvidos.

Alugar um carro no Brasil requer muito mais tempo para buscá-lo e entregá-lo. A burocracia é um fator, além do ritual das locadoras para verificar minuciosamente se o carro foi entregue pelo cliente nas mesmas condições que ele o recebeu.

São fotos com o celular, inspeções mais ou menos detalhadas, verificação se o pneu (step) e o macaco estão mesmo no porta-malas, e a lista vai longe!

Resumo da ópera: entre a retirada e a entrega pode-se considerar cerca de 2 horas.

Aluguei recentemente um carro nos Estados Unidos. Cheguei ao aeroporto, fui ao guichê da locadora, constataram prontamente a minha reserva, indicaram-me o local onde meu carro estava disponível. 5 minutos – no máximo – de perda de tempo.

Quando entreguei o carro, cheguei ao aeroporto, no pátio da locadora e ao parar o carro fui avisado de que estava tudo OK! Nada mais sera necessário.

O que gostaria ressaltar que o nosso sistema é burro. As 2 horas de perda de tempo que tive no Brasil devem ter um custo mais caro (em gente e sistema) do que o americano que tem um olhar mais prático e simples.

E pior, aqui custa mais caro alugar um carro.


Brazil: Does our approach deserve reassessment?

A recent example shows how much we lack to reach the level of developed countries.

Renting a car in Brazil requires much more time to pick it up and return it. Bureaucracy is a relevant factor, in addition to the rental companies’ ritual to check in detail whether the car was returned by the customer under the same conditions that it was received.

Several photos are taken, inspections are made, checking if the spare tire is in the trunk, and the list goes on!

Bottom line:: it took me around 2 hours (pick-up and returning the car).

Recently I rented a car in the United States. I arrived at the airport, went to the rental company’s booth, my reservation was immediately confirmed, they indicated the location where my car was available.

A week later, I arrived at the airport, in the rental company’s designated location and when I stopped the car I was promptly told that everything was OK! Nothing else would be necessary. No delay.

What I would like to emphasize is that our system is stupid. The 2 hours of wasted time in Brazil end up having a final cost (in people and system) higher than the American.


 

Compartilhe:
Rafael Herzberg
Rafael Herzberg é consultor independente para assuntos de energia por mais de 30 anos. Premiado no Brasil e Estados Unidos por cases de eficiência energética, geração on-site e projetos to-the-fence. Palestrante no Brasil e Estados Unidos em eventos de energia. Presta consultoria para clientes consumidores de energia (indústria, comércio e instituições), ofertantes de soluções em energia, concessionárias e comercializadores de energia além de ser convidado para atuar em casos de arbitragem de contratos de energia.
http://pontoon-e.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *