O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), admitiu preocupação com a aprovação da venda da Eletrobras. O caso está em uma comissão especial, que teve a primeira reunião realizada na semana passada sob intensa polêmica e discussão. De acordo com Maia, se o governo não se mobilizar, terá dificuldades na votação devido à aproximação com o calendário eleitoral. “Tem muitos deputados que preferem não enfrentar esse tema agora”, avisa.

Ele acredita que o governo tem votos para aprovar a privatização. “O governo tem as condições e uma base para aprovar projetos de lei”, avisa. O presidente contou ainda que em uma reunião com políticos de outros estados lhe foi pedido que não levasse a ideia adiante por ser um assunto delicado e que poderia trazer consequências eleitorais.

Na reunião que vai ocorrer amanhã, dia 20 de março, a comissão vai definir seu plano de trabalho. Os deputados também devem votar requerimentos de realização de audiências públicas. Há pedidos para que sejam convidados o ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho; o presidente da Eletrobras, Wilson Ferreira Junior; o diretor-geral da Agência Nacional de Energia Elétrica, Romeu Donizete Rufino; representantes dos sindicatos ligados ao setor elétrico e o presidente da Associação de Investidores no Mercado de Capitais, Mauro Rodrigues da Cunha, dentre outros. A reunião está marcada para 14h30 no plenário 1.

* Com informações da Agência Câmara


 

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *