CANALENERGIA | A diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou nesta terça-feira, 5 de novembro, os editais dos leilões de energia existente A-1 e A-2 de 2019, a serem realizados sequencialmente no dia 6 de dezembro.

blickpixel / Pixabay

O Ministério de Minas e Energia (MME) fixou o preço inicial em R$ 190/MWh para os dois certames, o que representa aumento de 11%, no caso de A-1, e 17%, no caso do A-2, na comparação com os mesmos leilões realizados em 2018.

Os leilões têm objetivo de contratação de energia proveniente de usinas existentes, com início de suprimento em janeiro de 2020, para o A-1, e janeiro de 2021, para o A-2. Ambos os contratos são de dois anos de duração.

O leilão A-1 será exclusivo para contratos por quantidade, enquanto o A-2 também terá contratos por disponibilidade.

O edital passou por consulta pública entre 5 de setembro e 4 de outubro. Foram enviadas 37 contribuições, feitas por nove instituições.

As principais contribuições aceitas foram para a manutenção do aporte de garantia financeira pelas compradoras que declarem necessidade de compra de energia e pela possibilidade de redução dos montantes de contratos por disponibilidade a critério das concessionárias de distribuição.

Por Wagner Freire


 

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *