A fabricante chinesa de módulos fotovoltaicos Jinko Solar e uma das principais distribuidoras de equipamentos de energia solar no Brasil, a Aldo Solar, anunciaram a assinatura de um contrato de distribuição de longo prazo.

Embora em sua declaração a empresa chinesa defina a associação como “um dos acordos de distribuição mais importantes já assinados pela Jinko Solar”, os dados do contrato não foram divulgados.

“O compromisso entre a Jinko Solar e a Aldo Solar representa o primeiro passo para uma parceria de sucesso e de longo prazo entre as duas empresas. As soluções Jinko Solar Mono Perc Cheetah Half Cell 400 W serão comercializadas e distribuídas pela Aldo em todo o Brasil […]. Aldo se torna a base da Jinko Solar no Brasil, com inventário local e entrega rápida de equipamentos para geração distribuída ”, afirma a empresa na nota.

O Brasil representa o primeiro mercado-chave da Jinko na América Latina, segundo o fabricante, que entrou no mercado do país em 2012 e já é líder em participação de mercado na América Latina.

Gustavo Tegon, Diretor de Vendas da Jinko Solar no Brasil, afirma que o mercado brasileiro é um dos maiores do mundo em Geração Distribuída da Jinko e que o ano de 2020 será um ano de consolidação e crescimento exponencial para a empresa no país.

Globalmente, a Jinko Solar projeta para o ano 2020 um crescimento de 16 a 20 GW de energia e possui uma capacidade de produção anual integrada de 14,5 GW para bolachas de silício, 9,2 GW para células solares e 15 GW para módulos solares, de acordo com dados de 30 de setembro de 2019.


 

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *