Foi lançado oficialmente nesta quinta-feira na costa da Inglaterra, pela empresa dinamarquesa de energia Orsted, o projeto Walney Extension, trata-se do maior parque eólico marítimo (“offshore”) do mundo. A criação deste parque eólico offshore, consolidará o papel da Grã-Bretanha como o maior mercado eólico offshore do mundo.
Contando com uma capacidade instalada de 659 megawatts (MW), projeto Walney Extension inaugurado no noroeste da Inglaterra se torna o maior parque eólico marítimo do mundo em operação, ultrapassando o London Array ao custo leste da Inglaterra, com uma capacidade de 630 megawatts.
A nova instalação é composta de 87 turbinas construídas pela Siemens Gamesa e pela MHI Vestas, as maiores turbinas do tipo em operação no mundo, e produzirá eletricidade suficiente para abastecer quase 600.000 residências.
A área total ocupada pelo parque eólico é de 145 quilômetros quadrados, o equivalente a 20 mil campos de futebol.

Vantagens oferecidas: ventos fortes e subsídios

O diretor da Orsted UK, Matthew Wright, disse à Reuters que o sucesso do Reino Unido deveu-se a uma combinação de fortes velocidades do vento e águas rasas, acrescentando que também foi devido ao contínuo apoio do governo.
Segundo Wright, “Nos últimos 10 anos, governos de todas as cores têm apoiado a energia renovável e a energia eólica offshore no Reino Unido, levando a uma indústria próspera”.
A Grã-Bretanha é o maior mercado eólico offshore do mundo, hospedando 36% da capacidade eólica instalada globalmente, de acordo com dados do Conselho Mundial de Energia Eólica.
O Projeto Walney Extension é um projeto de propriedade compartilhada entre o grupo de energia dinamarquesa Orsted e dois fundos de pensão dinamarqueses, PFA e PKA.
Fonte: DW (www.dw.com)


 

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *