A FGV (Fundação Getúlio Vargas) publicou hoje, 11/09, a primeira prévia de setembro do IGP-M (Índice Geral de Preços-Mercado). Influenciado negativamente pelos preços de minério de ferro, milho e soja no atacado, o índice registrou varação de 0,79%, revelando crescimento em relação à primeira prévia do mês de agosto, quando registrou variação de 0,70%.

MichaelGaida / Pixabay

Já o IPA (Índice de Preços ao Produtor Amplo) subiu 1,20% na primeira prévia do mês de setembro, revelando crescimento em relação ao número da primeira prévia do mês anterior (1,03%). O IPA mede a variação dos preços no atacado e responde por 60% do índice geral.

Este crescimento da inflação medido pelo IPA deve-se em grande parte a variação do índice referente às Matérias-Primas Brutas, que apresentou variação positiva de 2,58%, depois de subir 1,66% no levantamento anterior. Nesta apuração, os itens minério de ferro, milho e soja exerceram a maior influência para o resultado.

A FGV divulgou ainda que o Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que tem peso de 30%  no IGP-M, apresentou recuou -0,04% nesta primeira prévia de setembro, frente ao recuo de -0,07% observado no mesmo período do mês anterior.

O destaque foi o grupo de Educação, Leitura e Recreação, que avançou 0,17% depois de ter recuado -1,01% em agosto. O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC), por sua vez, avançou 0,10%, após alta a 0,41% na primeira prévia de agosto. O IGP-M é utilizado como referência para a correção de valores de contratos, como os de aluguel de imóveis, além de grande parte dos contratos de energia elétrica.

Fonte Original: Reuters (Por Stéfani Inouye)

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *