Ignacio Galán, presidente da Iberdrola, ressalta adiantamento de pedidos a fornecedores em 3,8 bilhões de euros, 25 milhões de euros para conter avanço da Covid-19, medidas de garantia do suprimento de energia e manutenção de investimentos previstos para 2020.

O Presidente da Iberdrola, Ignacio Galán, anunciou nesta quarta-feira (2) que, diante da situação atual, “tão logo seja possível aceleraremos os investimentos para ajudar a atividade econômica e evitar perdas de empregos”. O executivo destacou ainda a aplicação imediata de 107 medidas de combate ao Covid-19 e para assegurar o fornecimento de energia nos países em que opera, inclusive no Brasil – onde atua por meio da sua controlada Neoenergia.

Segundo Galán, apesar da crise sanitária, os investimentos devem superar, neste ano, a marca de 2019. “A aceleração dos investimentos – uma vez que esta situação excepcional termine – é, me atreveria a dizer, a única forma de sair deste cenário de crise e de incerteza. Por isso, pretendemos que em 2020 os investimentos ultrapassem claramente o recorde já registrado no exercício passado, para chegar a 10 bilhões de euros”.

Este esforço, diz Galán, permitirá que, dos 9.000 megawatts (MW) de nova capacidade atualmente em construção, pelo menos a metade entre em funcionamento ainda em 2020. A Iberdrola está construindo atualmente em todo o mundo 30 usinas solares fotovoltaicas, 50 parques eólicos e marinhos, mais de 5.000 quilômetros de linhas de transmissão de alta tensão no Brasil e novas redes de distribuição nos EUA.

Em paralelo, Galán anunciou um ambicioso plano de compras para manter a viabilidade da cadeia de fornecedores. “Adiantamos pedidos a milhares de fornecedores por um montante superior a 3,8 bilhões de euros, de tal forma que os acordos em curso para entrega até 2023 passam de 20 bilhões de euros.”

O  Presidente da Iberdrola destacou ainda estimativa de contratar o número recorde de 5.000 novos profissionais em 2020, ultrapassando 40.000 funcionários no mundo.

O executivo que lidera a Iberdrola destacou ainda o compromisso com a transição energética e o meio ambiente em linha o processo de descarbonização da economia em curso, o estímulo a maior participação e liderança feminina no grupo e apoio dos mais de 600 mil acionistas à atual gestão da Iberdrola – com o apoio sempre superior a 95% de todas as medidas propostas, inclusive à remuneração de 0,40 centavos de euro por ação.

Combate à Covid-19

Galán comunicou que a Iberdrola está aproveitando suas capacidades logísticas e financeiras para adquirir material sanitário e de prevenção à Covid-19 (máscaras, respiradores e kits de proteção individual) no valor de, ao menos, 25 milhões de euros. Outras medidas contemplam colocar mais de 90% do quadro de pessoal administrativo em trabalho remoto e reforço da proteção do pessoal de campo das usinas e das redes de transmissão e distribuição foi reorganizado. “Este plano integral está nos permitindo garantir a continuidade do fornecimento elétrico à toda a população, reforçando ao mesmo tempo com meios humanos e técnicos aquelas infraestruturas especialmente sensíveis, como é o caso dos hospitais ou centros de saúde”, afirmou Galán.


 

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *