Produção em agosto é o recorde da fonte, que ampliou sua capacidade instalada em 14% no último ano. Dados consolidados do boletim InfoMercado Mensal da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica – CCEE indicam que a geração de energia eólica em operação comercial no País cresceu 14,7%. De janeiro a agosto de 2019, a geração de energia pela força dos ventos foi de 5.501,52 MW médios ante 4.794,91 MW médios no mesmo período de 2018.

Oimheidi / Pixabay

Em agosto, as usinas eólicas registraram o recorde de geração da fonte, alcançando 8.610 MW médios, crescimento de 22,7% em relação ao mesmo mês do ano passado, quando foram registrados 7.017,56 MW médios. O aumento é decorrente da ampliação do número de empreendimentos ativos pelo país.

A CCEE contabiliza 599 usinas eólicas em operação comercial no país, ao final de agosto, somando 15.100,2 MW de capacidade instalada, incremento de 14,3% frente aos 13.212,4 de capacidade das 513 unidades geradoras existentes em agosto de 2018.

Bahia aumenta em 59% sua produção de energia eólica

Quando a análise foca na geração por estado, a Bahia é o maior produtor de energia eólica no País com 1.815,9 MW médios de energia entregue em 2019 (janeiro a agosto) ante os 1.162,8  MW médios no mesmo período em 2018.

Na sequência, aparecem o Rio Grande do Norte com 1.331 MW médios, o Piauí com 676,5 MW médios, o Ceará com 629,3 MW médios e Rio Grande do Sul com 559,4 MW médio.

Geração Eólica por Estado

 

Brasil Cresce sua Capacidade Eólica

Os dados consolidados da CCEE confirmam ainda que o estado da Bahia tem a maior capacidade instalada para a produção de energia a partir da força dos ventos, somando 4.022,4 MW em agosto. Em seguida aparece o Rio Grande do Norte com 3.935,9 MW, o Ceará com 2.347,7 MW, o Rio Grande do Sul com 1.777,9 MW e o Piauí com 1.638,1 MW.


 

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *