Para uma primeira avaliação, o custo em R$/m³ de gás natural, dividido por 10 é o custo equivalente do R$/kWh em energia elétrica.

Assim, se o custo que uma indústria, um comércio, uma instituição paga pelo gás é de R$ 4/m³, o preço equivalente de energia elétrica é de R$ 0,4/kWh.

Neste caso, se o consumidor paga uma conta de energia elétrica acima de R$ 0,4/kWh, valerá a pena considerar o uso do gás para substituir parcial ou totalmente a energia elétrica. E vice-versa também!

O primeiro passo é avaliar as eficiências dos processos de conversão à g[as e elétrico, as tributações envolvidas, a necessidade de se investir no “retrofit” e o custo da amortização associada, etc.

Outro aspecto relevante é descobrir o custos da energia elétrica e do g[as que devem ser usados para avaliar os resultados. Cada caso tem suas peculiaridades, e a lista de variáveis é grande!


Gas vs. electricity

For a first assessment, the cost in $/m³ of natural gas, divided by 10 is the equivalent cost of $/kWh in electricity.

Thus, if the cost that an industry, a commerce, or an institution pays for gas is $ 4/m³, the equivalent price of electricity is $ 0.4/kWh.

In this case, if the consumer pays an electric bill above $ 0.4/kWh, it will be worth considering the use of gas to partially or totally replace electricity. And vice versa too!

The first step is evaluating the efficiency of the gas and electric conversion processes, the taxation involved, the need to invest in the “retrofit” and the cost of the associated amortization, etc.

Another relevant aspect is discovering the electricity and gas costs that should be used to evaluate the results. Each case has its peculiarities, and the list of variables is long!


 

Compartilhe:
Rafael Herzberg
Rafael Herzberg é consultor independente para assuntos de energia por mais de 30 anos. Premiado no Brasil e Estados Unidos por cases de eficiência energética, geração on-site e projetos to-the-fence. Palestrante no Brasil e Estados Unidos em eventos de energia. Presta consultoria para clientes consumidores de energia (indústria, comércio e instituições), ofertantes de soluções em energia, concessionárias e comercializadores de energia além de ser convidado para atuar em casos de arbitragem de contratos de energia.
http://pontoon-e.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *