A frente fria que avançou pelo Sul do Brasil ainda no final da semana anterior veio acompanhada por uma forte massa de ar frio, de origem polar.

O ingresso deste sistema ocasionou brusca queda de temperatura em muitas áreas da Região neste fim de semana, até com registro de temperatura um pouco abaixo de zero nas serras gaúcha e catarinense e geada em algumas localidades do interior do Rio Grande do Sul durante o domingo (03).

A combinação do frio intenso com a presença de umidade marítima deixaram a tarde nublada e bastante no centro-sul e no leste gaúchos e, desta forma, a temperatura máxima ficou baixa, com registro de apenas 14,2°C na cidade de Porto Alegre (RS), de acordo com o INMET.

Nesta capital esta foi a tarde mais fria do ano, até agora, baixando o recorde anterior que era de 15,8°C no dia 20 de maio.

A cidade de Florianópolis, teve uma tarde de sol, porém bastante fria e com temperatura máxima de apenas 18,9°C segundo o INMET. Nesta capital também observou-se um novo recorde de menor máxima de 2018 até então (o recorde anterior era de 21,2°C no dia 23/05).

Volta a chover e frio persiste nos próximos dias

Ao longo da semana áreas de instabilidade devem provocar algumas pancadas de chuva em parte da Região e há previsão de reforço de ar frio e ocorrência de mais geada, principalmente no RS e em SC.

Já durante a segunda-feira (04), nuvens carregadas associadas ao deslocamento e intensificação de sistemas de baixa pressão entre a superfície e a média atmosfera causam chuva moderada a forte no PR, no oeste de SC e no noroeste do RS.

Na terça-feira (05) um ciclone se aprofunda no oceano, próximo ao litoral da Região e ainda favorece a ocorrência de pancadas de chuva em quase todas as áreas.

Na quarta o ar mais frio e seco volta se espalhar pelo Sul e a tendência é de frio ao amanhecer, com geada no interior  do RS e de SC e no sul do PR.

Mas logo na quinta, novas instabilidades trazem pancadas de chuva para SC e o PR. Com o excesso de nebulosidade e a presença de ar frio, novos recordes de frio podem ser observados até o próximo final de semana, inclusive nas capitais.


 

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *