Medida em reunião extraordinária lança programa de incentivos

O Fed (Federal Reserve, o Banco Central dos Estados Unidos) anunciou a redução das taxas de juros em nova reunião extraordinária. O corte foi de 1,25 ponto percentual e agora os percentuais variam de zero a 0,25%. Também anunciou o programa de estímulos de US$ 700 bilhões (R$ 3,4 trilhões) para proteger a economia da covid-19, doença causada pelo coronavírus. Eis a íntegra.

De acordo com o Fed, o surto de vírus prejudicou comunidades e interrompeu a atividade econômica em muitos países, incluindo os Estados Unidos. O país já havia anunciado outro corte de juros no início de março, quando o percentual passou para 1 intervalo de 1% a 1,25%.

No programa anunciado, o Fed comprará US$ 700 bilhões em títulos do Tesouro e lastreados em hipotecas. A autoridade monetária tenta impedir que haja perturbações no mercado. “O Federal Reserve está preparado para usar toda a sua gama de ferramentas para apoiar o fluxo de crédito para famílias e empresas”, disse o comunicado.

O Fed aumentará sua participação em títulos do Tesouro em pelo menos US$ 500 bilhões e títulos lastreados em hipotecas de agências em pelo menos US$ 200 bilhões. Também anunciou ações para aumentar empréstimos, como a redução de taxas cobradas dos bancos por empréstimos de emergência de curto prazo. Recuou de 1,75% para 0,25% ao ano.

Imagem: FED – Federal Reserve é o Banco Central dos Estados Unidos


 

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *