A multinacional italiana Enel, que adquiriu a Eletropaulo, obteve lucro líquido atribuível aos acionistas de 4,79 bilhões de euros (US$ 5,44 bilhões) em 2018, crescimento de 26,7% em relação ao lucro de 2017, de 3,779 bilhões de euros (US$ 4,30 bilhões).O Ebitda subiu 3,9% no período, ficando em € 16,1 bilhões. Já as receitas chegaram a € 75,6 bilhões, 1,4% maior que do ano anterior. Segundo a companhia, os resultados do ano estão alinhados com a orientação do grupo, onde as fontes renováveis e as redes impulsionaram o crescimento do grupo.

Ainda de acordo com a empresa, foram adicionados mais de 3 GW de nova capacidade renovável, enquanto na distribuição ela atingiu 73 milhões de consumidores, mais do que os 65,5 milhões de 2017. No Brasil, a compra da Eletropaulo (SP), atual Enel distribuição São Paulo, levou o grupo à liderança no setor, com 17 milhões de consumidores. Outro ponto no país destacado pela empresa na composição do lucro foi o reconhecimento de uma redução na tributação de ativos fiscais diferidos sobre perdas de exercício anterior na Enel Goiás e na EGP.

Na América do Sul, as receitas de 14,7 bilhões de euros mostram um aumento de 12,1%. No Brasil, novamente a compra da Eletropaulo aparece como motivo para a melhora no item, junto com as receitas da Enel Green Power. Na Colômbia, o aumento das receitas veio pela subida das tarifas e no Peru, pelo aumento na demanda para venda de energia.

 

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *