Se você, como eu contrata a NETFLIX, um plano para o celular, uma assinatura de carro – paga um valor fixo mensal. Tanto faz se vê dezenas de filmes ou nenhum, fala o dia inteiro no celular ou praticamente não usa, percorre 2 Mil km por mês com o carro ou fica de quarentena em casa.

A razão é simples. Esta cobrança reflete uma realidade: o maior custo envolvido é o da amortização do capital investido para atender o cliente, que é fixo por mês!

Na energia elétrica, sugiro, deveria acontecer o mesmo. A cobrança ser predominantemente fixa, função da capacidade demandada do cliente junto a rede pública no mês a mês. Razão: o setor elétrico é essencialmente capital-intensivo.

Suponhamos que uma casa tenha 3 chuveiros elétricos instantâneos de 5 kW cada e outra que possua uma aquecedor central de acumulação de 3 kW, para atender o mesma demanda de banhos de uma família. As duas casas tem o mesmo consumo mensal de energia elétrica, de 500 kWh.

Uma casa chega a ter uma demanda junto a rede pública de 15 kW (os três chuveiros operando simultaneamente) e outra de 3 kW. É claro que os investimentos necessários para atender as duas casas é 5:1. Mas o sistema atual não identifica esta realidade pois fatura em R$ o mesmo valor de 500 kWh para as duas casas.

Se desejar conhecer mais sobre este conceito e como pode ser aplicado, entre em contato!


Power rate evolution

If you contract NETFLIX, a mobile phone plan, a car subscription – it is about a fixed monthly fee for each. It doesn’t matter if you watch 50 films or none, talk all day on your cell phone or practically don’t use it, drivel 1 thousand miles a month or stay quarantined at home.

The reason is simple. The fixed charge reflects the biggest cost involved: the amortization of the invested capital…that is fixed per month.

With electric power, I suggest, the same approach. The monthly charge to be predominantly fixed, depending on the capacity demanded by the customer. Reason: the electricity sector is essentially capital-intensive.

Suppose a house has 3 instantaneous electric showers of 5 kW each and another that has a central heater of accumulation of 3 kW, to meet the same demand of baths. The two houses have the same monthly consumption of 500 kWh.

One house has a demand from the public grid of 15 kW (the three showers operating simultaneously) and another of 3 kW. The difference in investments required to serve the two houses is 5:1. But the current system does not identify this reality because it bills the same 500 kWh for both houses.

If you want to know more about this concept and how it can be applied, get in touch!


 

Compartilhe:
Rafael Herzberg
Rafael Herzberg é consultor independente para assuntos de energia por mais de 30 anos. Premiado no Brasil e Estados Unidos por cases de eficiência energética, geração on-site e projetos to-the-fence. Palestrante no Brasil e Estados Unidos em eventos de energia. Presta consultoria para clientes consumidores de energia (indústria, comércio e instituições), ofertantes de soluções em energia, concessionárias e comercializadores de energia além de ser convidado para atuar em casos de arbitragem de contratos de energia.
http://pontoon-e.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *