FORBES | A elétrica Engie Brasil Energia, do grupo francês Engie, disse que a recente aquisição da empresa de gasodutos TAG junto à Petrobras pela companhia “não confere aos seus acionistas dissidentes o direito de recesso”, de acordo com fato relevante hoje (9).

A conclusão veio após a empresa ter contratado a KPMG Corporate Finance para elaboração de laudo de avaliação econômico-financeira. A Engie Brasil Energia reiterou, no entanto, que a operação estará sujeita a ratificação em assembleia geral de acionistas da companhia, uma vez que representa “investimento relevante”.

Por Agência Reuters

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *