A pergunta que dá título a esta postagem, reflete uma questão importante em relação ao futuro da energia no Brasil.

Há uma tendência forte, em nosso país, de tratar de cada fonte de energia, individualmente. Assim são criados incentivos, subsídios e uma lista de facilidades para promovê-la.

Olha-se para a “oferta” para achar caminhos para viabilizá-la. O desafio verdadeiro é como atender a demanda.

Pode parecer uma questão retórica, mas não é. As fontes intermitentes (como solar e eólica) 1°) exigem energias firmes para viabilizá-las e/ou 2°) Armazenamento para administrar a intermitência com olhar sistêmico.

O custo real das energias intermitentes e das firmes precisam ser muito bem precificadas. Ou então o resultado é bem conhecido no Brasil: continuaremos entre os mais caros do mundo em energia.


Energy: by supply or by demand?

The question that gives title to this post reflects an important question regarding the future of energy in Brazil.

There is a strong tendency in our country to deal with each source of energy individually. Thus incentives, subsidies and a list of “facilitators” is created.

Thus Brazil looks to the “supply” to find ways to make it happen. The real challenge is how to meet the system’s demand.

It may seem like a rhetorical question, but it is not. Intermittent sources (such as solar and wind) 1) require firm energies to enable them and/or 2) Storage to manage when solar or wind are not there.

The real cost of intermittent and firm energies needs to be very well priced. Or the result is well known in Brazil: we will remain among the most expensive in the world in energy in USD/MWh.

Compartilhe:
Rafael Herzberg
Rafael Herzberg é consultor independente para assuntos de energia por mais de 30 anos. Premiado no Brasil e Estados Unidos por cases de eficiência energética, geração on-site e projetos to-the-fence. Palestrante no Brasil e Estados Unidos em eventos de energia. Presta consultoria para clientes consumidores de energia (indústria, comércio e instituições), ofertantes de soluções em energia, concessionárias e comercializadores de energia além de ser convidado para atuar em casos de arbitragem de contratos de energia.
http://pontoon-e.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.