Cerca de 30% do consumo de energia elétrica do país se dá no mercado livre. Então temos um ambiente livre?

Formalmente é claro, o mercado é livre. Há um aspecto intrigante, que vai na direção contrária. Se um consumidor livre precisa vender um excedente de energia a resposta começa a ser diferente.

Este consumidor não tem uma câmara (oficial) de liquidação com liquidez. Ou seja se deixar automaticamente que este volume seja vendido na câmara ele não conseguirá receber o valor devido.

Há uma inadimplência (oficial) envolvida. Resultado: há que se fazer “manobras” para que este volume não seja liquidado na câmara oficial para evitar a situação indesejada. Claro, por um custo adicional.

Nos países que possuem sistemas bem organizados e fiscalizados a liquidação é simples, rápida e consistente, assim como deve ser. Aqui no Brasil, além dos custo extra da transação há que alocar gente no mês a mês, para gerir esta deficiência tupiniquim.

Resumo: os consumidores livres não são tão livres assim!


Power in Brazil: is the market (really) free?

Approximately 30% of electricity consumption occurs in the free, deregulated market. Is it really free?

Formally, of course, the market is free. There is an intriguing aspect that goes in the opposite direction. If a free consumer needs to sell a surplus of power, the answer starts to be different.

Even though there is an official power clearinghouse, if this excess power is sold there delinquency is the name of the game, for years now. Result: “maneuvers” must be made so that this volume is not transacted in the official chamber to avoid the unwanted situation. Of course, at an additional cost.

In countries that have well-organized and supervised systems, settlement is simple, quick and consistent, just as it should be. Here in Brazil, in addition to the extra transaction costs, people must be allocated every month to manage this Brazilian shortcoming.

Bottom line: deregulated energy users are not “so free”!


 

Compartilhe:
Rafael Herzberg
Rafael Herzberg é consultor independente para assuntos de energia por mais de 30 anos. Premiado no Brasil e Estados Unidos por cases de eficiência energética, geração on-site e projetos to-the-fence. Palestrante no Brasil e Estados Unidos em eventos de energia. Presta consultoria para clientes consumidores de energia (indústria, comércio e instituições), ofertantes de soluções em energia, concessionárias e comercializadores de energia além de ser convidado para atuar em casos de arbitragem de contratos de energia.
http://pontoon-e.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *