Segundo os analistas dos principais meios de comunicação, o Real foi das moedas que mais se desvalorizou entre os países emergentes.

Razões principais: enorme desiquilíbrio das finanças públicas associadas a 1) uma ostensiva vontade dos três poderes constituídos manter suas condições especiais e 2) gestão pública ineficiente e cara.

Como esta situação se reverbera nos negócios de energia?

1°) Energia solar

Uma boa parte do sistema de geração é importada e portanto dolarizada

2°) Investidores estrangeiros

Os que captam recursos em moeda forte calculam seus projetos de energia com retorno também em moeda forte.

3°) Usinas térmicas

Compõe uma parte nada desprezível da matriz energética nacional – sendo que muitas dependem de fontes dolarizadas.

4°) Risco Brasil

Um ágio nada desprezível, entra na equação financeira de projetos no Brasil para incluir o “risco país”.

Resumo da ópera: os preços de longo prazo da energia, que virão de novas usinas, a serem construídas, deverão acompanhar, em grande medida as moedas fortes.

Ou você acredita nas histórias da carochinha?


Energy and the devaluation of the Brazilian Real

According to the analysts the Real was one of the currencies that depreciated the most among the emerging countries.

In question, the huge imbalance in public finances associated with 1) an ostensible willingness of the three constituted powers to maintain their special conditions and 2) expensive and inefficient public management.

How does this situation reverberate in the energy business?

1°) Solar energy

A good part of the generation system is imported and therefore denominated in hard currency

2°) Foreign investors

They calculate their energy projects with returns also in hard currency.

3°) Thermal power plants

It makes up a not insignificant part of the national energy matrix, and also depend on imported fuels designated in Dollar

4°) Brazilian Risk

A not insignificant and increasing premium enters the financial equation of projects in Brazil to include “country risk”.

Long-term energy prices, out of new new plants, to be built, are expected to accompany, to a large extent, hard currencies.

Or do you believe in fairy tales?


 

Compartilhe:
Rafael Herzberg
Rafael Herzberg é consultor independente para assuntos de energia por mais de 30 anos. Premiado no Brasil e Estados Unidos por cases de eficiência energética, geração on-site e projetos to-the-fence. Palestrante no Brasil e Estados Unidos em eventos de energia. Presta consultoria para clientes consumidores de energia (indústria, comércio e instituições), ofertantes de soluções em energia, concessionárias e comercializadores de energia além de ser convidado para atuar em casos de arbitragem de contratos de energia.
http://pontoon-e.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *