O LION Smart é uma das muitas empresas que buscam participar do mercado de veículos elétricos, atuando no desenvolvimento de baterias – armazenamento de energia. Recentemente a BMW adotou as baterias de alta densidade da LION para o modelo BMW i3 e ampliou a autonomia do veículo para 435 milhas.

A bateria adotada é um dos mais novos protótipos do LION, denominada “Bateria Leve”, e destinada a tornar as baterias de lítio sustentáveis ​​em carros por mais tempo, aumentando a densidade de energia em um formato menor.

Instalada no BMW i3 a Bateria Leve mais que triplicou a capacidade do Bimmer elétrico de 33 quilowatts-hora para 100 kWh, e quase quadruplicou seu alcance de 114 milhas para 435 milhas, embora não tenha especificado a metodologia utilizada para o cálculo de autonomia’se foi o Novo Ciclo de Condução (NEDC), que é um método de teste desatualizado e é excessivamente zeloso na quantidade de alcance estimada, ou se adotou metodologia mais recente do Procedimento de Teste de Veículo Leve Harmonizado Mundial (WLTP).

Segundo informado pela LION, a Bateria Leve possui a maior densidade de energia disponível devido ao design modular das baterias, incluindo seus canais de resfriamento exclusivos que podem isolar as baterias com fuga térmica e descarregá-las com segurança através de uma válvula caso seu conteúdo se torne gasoso.

Os conjuntos de baterias poderão se comunicar uns com os outros sem fio, permitindo que toda a unidade fique livre de fios, o que é importante na questão da montagem dos conjuntos de bateria, reduzindo o custo e a complexidade de passar fios através da bateria, bem como permite a montagem completamente automatizada da unidade.

Um ponto interessante é que a autonomia de 435 milhas atingida é exatamente o que a BMW prometeu que sua plataforma iNext ofereceria aos consumidores.  embora seja provável uma coincidência devido a BMW já ter assinado um acordo com a fabricante de baterias chinesa CATL. A LION lista como clientes a Bosch, a BMW, a Kreisel, a Toyota e a Volkswagen tendo inclusive já assinado um contrato com a Toyota como fornecedora oficial de OEM em 2016.

A conceito do LION é bastante interessante, uma vez que deu vida nova à plataforma existente da BMW.  No entanto, parece  que a LION está buscando se consolidar como um fornecedor para OEM e não no mercado de Reposição, assim obter uma bateria para a própria modernização de um modelo existente pode não ser tão fácil.

Considerando que os veículos elétricos a cada dia ampliam sua participação no mercado, provavelmente a tecnologia da LION pode estar presente em nossos veículos no futuro.

Fonte: THE DRIVE


 

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *