Durante a reunião anual de acionistas da Tesla, o polêmico Elon Musk voltou a fazer revelações muito interessantes. O CEO afirmou que muito em breve, serão capazes de fabricar um carro elétrico com uma autonomia superior a 640 quilômetros em apenas uma carga. No entanto, não deu nenhum tipo de previsão para quando isso poderá acontecer.

Esta é uma promessa ambiciosa, que parece estar bem ao alcance da mais popular fabricante de carros elétricos. A revelação de Musk foi feita enquanto apresentava os resultados de comparação da autonomia dos vários modelos da Tesla, com a sua concorrência.

Comparativo da autonomia entre os carros Tesla e seus principais rivais
Tesla Autonomia
Fonte:Tesla

De forma surpreendente, o Tesla Model S, lançado em 2012, continua a oferecer mais autonomia do que qualquer carro atual das fabricantes rivais. Assim como revelado na sua apresentação, apresentava há sete anos uma autonomia superior a 425 km com apenas um carregamento.

Por sua vez, carros mais recentes como o Hyundai Kona, Jaguar iPace, Chevy Bolt, Nissan Leaf e Audi E-Tron, continuam a não conseguir equiparar-se ao modelo de 2012 da Tesla.

Mas para que um carro elétrico com autonomia de 640 km?

É verdade que ainda nos dias de hoje, uma das principais desculpas para não se realizar o investimento num carro elétrico é a sua ‘fraca autonomia’. Não são raros os casos em que existem pessoas a afirmar que 300/400 km de autonomia é um deal breaker no que respeita à compra de um carro elétrico.

De acordo com um estudo publicado em janeiro de 2018 pelo ACP (Automóvel Club de Portugal), os condutores portugueses percorrem uma média de 9 mil quilômetros por ano. Esta média corresponde a sensivelmente 190 km por semana, um valor inferior à capacidade de autonomia da vasta maioria dos carros elétricos da atualidade.

Fonte: 4gnews.pt

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *