Através de comunicado ao mercado a Taesa informou hoje, 27 de novembro, que a Eletrobras deliberou pela aprovação sem ressalvas do lance efetuado pela transmissora no lote M do leilão realizado no último dia 27 de setembro, em São Paulo.

Relembrando, no leilão tanto a Taesa quanto a Alupar apresentaram por três vezes o valor mínimo de proposta de pouco mais de R$ 78,0 milhões. Depois do primeiro empate as empresas deveriam ir para a disputa a viva voz, o que não aconteceu, mantendo assim a proposta original. Segundo as regras do certame, ambas deveriam apresentar nova oferta por escrito e assim o fizeram, sem alterar o valor inicial, que foi o mínimo. Assim foram para a terceira alternativa, o sorteio, evento no qual ficou definido que a Alupar sairia vencedora da disputa.

A Taesa havia comunicado à Eletrobras, através de Fato Relevante, em 4 de outubro, que exerceria o seu direito de preferência sobre as Transmineiras, como são chamadas as SPE`s que compõe o lote M. Esta medida, aliás, está prevista no edital do leilão e nos termos do disposto nos acordos de acionistas das empresas.

O lote M é composto pelas participações da Eletrobras em três ativos de transmissão: 24,5% na Companhia Transirapé de Transmissão (TRANSIRAPÉ), 24% na Companhia Transleste de Transmissão (TRANSLESTE) e 25% da Companhia Transudeste de Transmissão (TRANSUDESTE).

Este comunicado faz com que se encerre o processo do leilão deste lote, passando-se ao próximo passo que é assinatura do contrato de compra e venda. Ainda no comunicado, a Taesa informa que aguarda pela apresentação do exercício do direito de preferência dos demais sócios nos lotes L, N e P, pois a transmissora efetuou lances de arremate nestes lotes.