Segundo declarou o presidente global da empresa, Andrés Gluski, ao jornal Valor Econômico, a americana AES vê no Brasil um dos mercados com maior potencial de crescimento em energias renováveis.

A AES considera o Brasil como prioridade para o grupo e o veículo para investimento será a AES Tietê, que negocia seus contratos no mercado livre e sofre grande exposição ao GSF.

A AES Tietê acredita que a gestão do risco hidrológico é o maior desafio de uma empresa de geração no país e conseguiu mitigar grande parte deste risco no ano passado.


Maiores detalhes no link:  http://www.valor.com.br/empresas/5604421/eletrica-americana-aes-diz-que-brasil-e-prioridade-para-investimentos

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *