Em 2018, a EDP, em parceria com a CTG Brasil e Furnas, iniciou a operação da Usina de São Manoel, na região Norte, com a primeira máquina entrando em funcionamento quatro meses antes do prazo regulatório. No fim do ano, a Companhia concluiu a construção do lote 24, no segmento da Transmissão, no Espírito Santo, com 20 meses de adiantamento.

Também merecem destaque a atuação conjunta das Geradoras do Grupo com a Comercializadora para a proteção do portfólio de energia e mitigação do efeito do risco hidrológico, bem como os investimentos no combate às perdas não técnicas no âmbito da Distribuição. A Empresa consolidou ainda sua área de Soluções de Energia, sendo protagonista, por exemplo, de um acordo com o Banco do Brasil para a construção de uma usina solar de 5,6 MWp, para abastecer 88 agências do banco em Minas Gerais com energia 100% renovável.

Por fim, contribuiu para os resultados recordes a reciclagem de capital para reinvestimento em segmentos estratégicos, com a conclusão da venda da EDP Pequenas Centrais Hidroelétricas S.A. (EDP PCH) e das PCHs Costa Rica e Santa Fé, gerando uma receita de R$ 374,7 milhões para a Companhia.

 “O ano 2018 marcou o início de uma nova fase da Companhia, com um ritmo de crescimento sustentado, amparado pela conclusão das três usinas hidrelétricas e pelo investimento mais recente no segmento das redes reguladas – Transmissão e Distribuição – e dos Serviços de Energia. Em um ano de retomada da economia brasileira, conseguimos atingir um resultado histórico para a EDP no Brasil”, afirma Miguel Setas, presidente da Companhia.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *