Venda Nova do Imigrante ganha primeiro posto de recarga de veículos elétricos.

As cidades de Cachoeiro do Itapemirim, Guarapari, Linhares, São Mateus e Nova Venécia também receberão estações de carregamento.

No início desse mês um posto foi inaugurado na Praia de Camburi, em Vitória.

A EDP, empresa que atua em todos os segmentos do setor elétrico, e a Federação das Indústrias do Estado do Espírito Santo (Findes), por meio do Senai, inauguraram ontem, 18/6, em Venda Nova do Imigrante, Sul do Espírito Santo, o primeiro posto de carregamento de carros elétricos da cidade. O ponto de recarga fica próximo à rodoviária da cidade, às margens da BR-262, via de grande fluxo de veículos.

O projeto, que faz parte de uma iniciativa inovadora, conta com um investimento de cerca de R$ 350 mil e resultará na instalação da maior rede de estações de recarga de veículos elétricos do Estado, com um total de sete postos.

A unidade instalada no município permitirá o abastecimento simultâneo de dois automóveis, no sistema de recarga semi-rápida. Para se ter uma ideia, em apenas 1h30 é possível carregar 100% da bateria. Com plugues universais, a rede capixaba de eletropostos beneficiará também os proprietários de veículos híbridos que optarem por rodar apenas no modo elétrico.

Além de Vitória, que já consta com um posto instalado na Praia de Camburi, e Venda Nova do Imigrante, os municípios de Cachoeiro do Itapemirim, Guarapari, Linhares, São Mateus e Nova Venécia também receberão os postos de recarga de veículos elétricos.

Utilização

Em todas as cidades, as estações de recarga serão instaladas em locais de livre acesso ao público, e seu uso não terá qualquer restrição ou limitação de data, dia da semana e horário. Para abastecer, bastará conectar o automóvel, elétrico ou híbrido, destravar o posto com o cartão próprio para o carregamento e iniciar as operações no painel do carregador. Os proprietários de veículos interessados deverão realizar o cadastro no site www.edpsmart.com.br, preencher um formulário e aguardar o recebimento do cartão em sua residência.

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) regulamenta a possibilidade de livre negociação dos preços de recarga de veículos. No caso do corredor instalado por EDP e Findes, o uso será temporariamente gratuito. Custos e procedimentos ainda serão decididos pela EDP Smart, nova marca do Grupo EDP, que reúne todo o portfólio de serviços oferecidos pela Companhia para clientes empresariais e residenciais. A marca traz soluções integradas nas áreas de Comercialização no Mercado Livre, Comercialização Varejista, Eficiência Energética, Energia Solar, Mobilidade Elétrica e Serviços para o Consumidor Final.

Referência

Como referência, o custo de abastecimento dos carros elétricos é cerca de 80% menor que o de automóveis com motor a combustão, usando como referência um veículo à gasolina que consuma, em média, 10 quilômetros por litro.

Líder em inovação no setor elétrico, a EDP foi pioneira do mercado brasileiro na criação de projetos nas áreas de redes inteligentes, robotização do trabalho e gestão da geração solar distribuída por meio da tecnologia blockchain, além de ter desenvolvido o primeiro laboratório de Smart Grids da América Latina.

“A mobilidade elétrica está  totalmente alinhada aos valores da EDP, que é uma Companhia líder em inovação e sustentabilidade. Essa inciativa, que é uma tendência global, leva o Estado para uma área que vai crescer muito nos próximos anos”, destaca o diretor da EDP no Estado, João Brito Martins.

Segundo o presidente da Findes, Léo de Castro, a mobilidade elétrica é uma realidade no mundo e para ela se desenvolver no Espírito Santo é fundamental contar com a infraestrutura de recarga. “A Findes e a EDP se aliaram nesse projeto para disponibilizar essa tecnologia no Estado e induzir o crescimento da modalidade elétrica. Várias companhias de automóveis já se comprometeram em encerrar a produção de carros a combustão e ir para o modelo de veículos elétricos, isso é um fato no mundo. Esse projeto traz essa nova tecnologia e permite à indústria capixaba se conectar ao futuro”, acrescenta.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *