DESCRIÇÃO


O curso de economia chinesa pode ser dividido em duas partes:

1ª Parte | Busca mostrar a evolução da economia chinesa desde o século XIX, até o processo de abertura iniciado por Deng Xiaoping (1979). De uma economia central planificada (1949-1979) a uma economia socialista empreendedora (1980-1992) e posteriormente a uma economia inserida em um capitalismo de Estado ou Socialista com características chinesas, a China logrou pavimentar seu modelo de crescimento econômico pautado nos investimentos e nas exportações líquidas.

2ª Parte | Busca mostrar de que forma a China conseguiu se tornar uma potência exportadora, através de distorções de fatores e políticas de subsídio voltadas à maior produção. Com o consumo representando apenas 35% do PIB aliado a um declínio da renda do trabalhador Chinês (%PIB), a crise de 2008 deixou clara a necessidade do país mudar seu modelo de crescimento voltando-se mais para o consumo doméstico, trazendo possíveis impactos positivos e negativos para as demandas de commodities e influxo de capital chinês em outros países. No fronte internacional econômico e geopolítico (soft power), a China tem se tornado um parceiro estratégico para o Brasil. Não apenas com sua complementariedade econômica, mas um importante player na atração de investimentos.

1º Parte: Conceitos e tópicos a serem apresentados:

  • Economia chinesa durante o século XIX e o período de guerras (Japão e Reino Unido)
  • Economia central planificada (1949-79)
  • Estratégia de substituição de importações (ISS) (1949-79)
  • Reforma econômica – Deng Xiaoping (1979)
  • c.1 Open Door Policy (Special Economic Zones)
  • c.2 Sistema de responsabilidade (Rural e Urbano)
  • Reformas econômicas e a ascensão de instituições capitalistas
  • O interlúdio da Praça da Paz Celestial e as mudanças de uma economia empreendedora para uma economia capitalista de estado ou socialista com características chinesas (Jiang Zhemin Zhu Ronji era)
  • Desigualdade Rural – Urbana

ROBERTO DUMAS DAMAS, MSc, CFA


Mais de 30 anos de experiência no mercado financeiro doméstico e internacional. Trabalhou em diversas instituições tais como UBS, Citigroup, Lloyds Bank e Itaú BBA. De 2007 a 2011 representou o banco Itaú BBA em Shanghai e no último ano atuou no banco dos BRICS em Shanghai (New Development Bank) na área de operações estruturadas.

Dumas é Mestre em Economia pela Universidade de Birmingham na Inglaterra, Mestre em Economia Chinesa pela Universidade de Fudan (China), graduado e pós-graduado em administração e economia de empresas pela FGV e Chartered Financial Analyst conferido pelo CFA Institute (USA).

Professor de Economia Internacional e Economia Chinesa do INSPER, IBMEC São Paulo, Fundação Instituto de Administração (FIA-USP) e Saint Paul Business School.

Professor Convidado da China Europe International Business School (CEIBS) e Fudan University (China).

Autor dos livros Economia Chinesa: Transformações, Rumos e Necessidade de Rebalanceamento do Modelo Econômico da China pela Editora Saint Paul, Crises Econômicas Internacionais pela Editora Saraiva e Coautor do livro Blue Book of Emerging Economy – Annual Report on Brics’ Social –Economic pela Editora Social Sciences Academic Press (China).

Ministra palestras há mais de 20 anos com sucesso em diversas empresas e instituições financeiras, tais como Santander, CPFL, Banco do Brasil, Evonik, Prologis, GM, Ford, Revestcar, etc. Tem sido recomendado para falar sobre temas como Cenários Econômicos Internacionais, Crises Econômicas, Economia Brasileira, Economia Chinesa e “Doing Business in China”.