E isso é um aspecto favorável para o consumo sustentável

O Brasil dá sinais positivos e avança cada vez mais no campo da sustentabilidade energética. Boletim Mensal de Energia elaborado e publicado pelo MME em junho último, confirma que o consumo de energia elétrica das famílias brasileiras aumentou em 4,3% em comparação aos primeiros seis meses do ano passado, sendo a expansão do consumo atendido por fontes renováveis com crescimento de 80% da geração solar, 10% da geração eólica e 4,6% da hidráulica.

Taxas expressivas também foram verificadas no consumo de energia de veículos leves, movidos a gasolina, etanol e gás natural. O destaque vai para o etanol, cujo consumo, em comparação ao mesmo período, registrou alta de 17,3%, seguido pelo biodiesel, que teve um aumento de consumo na faixa de 11,3%. Estes, garantiram que a expansão do consumo de combustíveis líquidos fosse completamente oriunda de fontes renováveis. De fato, o consumo de derivados de petróleo ficou estável no 1º semestre de 2019.

Os indicadores de energia do 1º semestre/19 mostram coerência com o crescimento da economia de 0,4% no 2º trimestre de 2019, conforme anunciado no final de agosto pelo IBGE, e estão aderentes com os compromissos do Brasil relativos ao controle de emissões de dióxido de carbono pelo uso de energia devido ao uso majoritário de fontes renováveis

A previsão do boletim é que a demanda total de energia de todo o ano de 2019 cresça 1,5%, com as fontes renováveis chegando a 46% de participação. Em 2018, essa participação foi de 45,3%. Para a demanda total de energia elétrica especificamente, a expectativa é de um aumento de 2,2%, porcentagem relevante diante dos 1,7% registrados em 2018, com as fontes renováveis chegando a 85,6% de participação, números que também se destacam em comparação aos 83,3% computados em 2018.

O Boletim Mensal de Energia é elaborado pelo Departamento de Informações e Estudos Energéticos, da Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Energético, do MME.

Clique aqui e acesse a íntegra do boletim.

 

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *