As condições de chuva tendem a aumentar entre os estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais com a influência de novas áreas de instabilidade, que ganham força entre esta quarta e quinta-feira (7). Algumas áreas destes estados entram em atenção e há risco de chuva forte.

Quinta-feira de atenção

Uma combinação de fatores meteorológicos vai deixar o tempo mais instável especialmente nesta quinta-feira. A circulação de ventos sobre o Sudeste, somada a presença de uma frente fria em alto mar e a formação de uma nova baixa pressão ao largo do litoral de São Paulo e do Rio de Janeiro, espalha nuvens carregadas, que vão aumentar as condições de chuva nas próximas 24 horas.

Todo o estado de São Paulo, o sul de Minas Gerais e o centro-sul do Rio de Janeiro, incluindo o Grande Rio, terão um dia de atenção para chuva mais persistente e que acontece em várias áreas. Há risco de chuva moderada à forte, acompanhada por raios e rajadas de vento. “A capital paulista e a cidade do Rio poderão ter chuva forte em alguns momentos”, afirma a meteorologista Fabiana Weykamp.

Com a mudança no tempo, a umidade também aumenta sobre o Triângulo Mineiro, a Grande Belo Horizonte, a Zona da Mata mineira, o norte fluminense e o sul do Espírito Santo e há possibilidade de algumas pancadas de chuva. Antes da chuva, o sol ainda aparece e esquenta. Pontualmente, essas pancadas de chuva também poderão vir com a moderada à forte intensidade. 

Tendência para o fim de semana

A tendência para a sexta-feira e o começo do fim de semana já será do enfraquecimento das áreas de instabilidade e da diminuição da chuva. Apenas o Rio de Janeiro ainda fica com muita umidade e chuva na sexta-feira (8), e a frente fria consegue levar pancadas de chuva para o Espírito Santo. Pode voltar a chover em Vitória na sexta-feira e no sábado (9).

No caso do estado de São Paulo, as temperaturas terão uma queda nas madrugadas com a entrada do ar frio, mas não há expectativa de novos recordes. Com o predomínio de sol, as tardes ficam mais agradáveis, avisam os meteorologistas.

 

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *